Bobsled brasileiro ganha sua primeira pista de push no país

Brasileiros aproveitam a nova pista de push (Reprodução)

Um sonho antigo da equipe brasileira de bobsled se concretizou nesta quarta-feira, 19 de julho. Uma parceria da CBDG com o NAR-SP (Núcleo de Alto Rendimento Esportivo de São Paulo) permitiu a criação da primeira pista de push no país para o treinamento dos atletas. O equipamento ficará na sede do núcleo, em São Paulo (SP). 

É mais um passo na aproximação entre as duas entidades esportivas. Em abril, elas estabeleceram um acordo para que os atletas de gelo do Brasil utilizassem as instalações do NAR, na capital paulista. Com a necessidade de aprofundar o treinamento do bobsled na pré-temporada, a CBDG adquiriu os equipamentos e o núcleo cedeu espaço - os próprios integrantes da equipe instalaram as peças. 

A pista de push é uma das principais ferramentas de treinamento no bobsled em todo o mundo. Com ela, as equipes conseguem simular técnicas de largada, como impulso, arranque e a entrada no trenó - situações que determinam os milésimos de segundo que separam os primeiros colocados nas provas internacionais. 

Além disso, o Brasil iguala-se às melhores seleções de bobsled e confirma sua mudança de status no cenário internacional. Como as pistas de gelo do hemisfério norte ficam abertas apenas entre outubro e março (período em que os brasileiros já estão na Europa ou América do Norte), o país consegue, a partir de agora, ter a mesma rotina de atividades do que os líderes do ranking. 

Reformulada a partir de 2013, a equipe brasileira de bobsled cresceu muito neste ciclo olímpico. O quarteto, por exemplo, saiu da 34ª colocação do ranking internacional em 2014 e ocupa, atualmente, a 17ª posição. Além disso, o Brasil tem boas chances de, pela primeira vez, garantir uma delegação completa nos Jogos Olímpicos de Inverno, com quarteto e duplas masculinas e uma dupla feminina. 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.