Brasil encerra participação no Pan-americano de Hóquei no Gelo

Equipes A e B do Brasil após partida no Pan-americano (Divulgação/CBDG)

Terminou no último fim de semana a aventura brasileira no Pan-americano de Hóquei no Gelo. A competição, que realizou sua quarta edição e se consolida no cenário regional, contou pela primeira vez com uma delegação completa do Brasil. O torneio foi disputado entre 5 e 11 de junho, na Cidade do México. 

O melhor desempenho do país na competição foi o da equipe A masculina. O time terminou na quinta posição com uma campanha de cinco vitórias e apenas uma derrota. Os brasileiros derrotaram a Colômbia B em duas oportunidades (4 a 1 e 7 a 0), o Brasil B (16 a 0), o Chile (9 a 0) e  a Argentina B (13 a 0). A única derrota foi para o México B por 2 a 1, ainda na primeira fase da competição. 

O resultado foi superior ao registrado pela Argentina A e México B, por exemplo, mas o Brasil foi eliminado ainda na primeira fase por conta do saldo de gols. Enquanto a equipe brasileira esteve no grupo ao lado dos segundos times da Colômbia e do México, países com mais experiência no gelo, os argentinos aproveitaram e golearam o estreante Chile por 26 a 0 para ficar com a vaga de melhor segundo colocado. 

Meninas do Brasil aproveitaram experiência (Studio NJ Produções)
Já a equipe B masculina cumpriu seu objetivo de aprender e ganhar experiência no hóquei no gelo. Formado por atletas de diferentes gerações do hóquei no país, o time terminou na oitava posição, com uma vitória e cinco derrotas. O único triunfo foi emocionante: 3 a 2 sobre a Argentina B na segunda fase da competição. 

Quem também não se preocupou com os resultados foi a equipe feminina, organizada pela empresa BR Hockey. Como a maioria das atletas não tinha experiência no gelo, o objetivo era aprender. As "amazonas do gelo" terminaram na quinta posição, com cinco derrotas e nenhum gol marcado. 

Na final do Pan-americano de Hóquei no Gelo, o time principal do México quebrou um incômodo tabu e conquistou seu primeiro ouro. A equipe derrotou a Colômbia, atual bicampeã da competição, por 1 a 0. Já na disputa pelo bronze, a Argentina A surpreendeu o México B e derrotou os rivais por 6 a 1, conquistando sua primeira medalha na competição. Entre as mulheres, as mexicanas ganharam seu terceiro ouro. As colombianas novamente ficaram com a prata e as argentinas com o bronze.

Agora, os atletas brasileiros voltam suas atenções para o hóquei 
inline. A partir do dia 25 de junho, a seleção brasileira vai disputar o Mundial de Hóquei Inline da IIHF, a principal competição de seleções sobre rodas. O Brasil, dono de seis medalhas na Divisão 1 entre 2003 e 2009, retorna ao torneio após três temporadas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.