Lenda do bobsled, Steven Holcomb é encontrado morto nos EUA

Steven Holcomb morreu no sábado, 6 de maio (Divulgação) 

O fim de semana trouxe uma notícia muito triste para o bobsled e os esportes de inverno em geral. O norte-americano Steven Holcomb, campeão olímpico e mundial, foi encontrado morto em seu quarto no Centro de Treinamento Olímpico dos Estados Unidos, em Lake Placid. Ele tinha 37 anos e se preparava para os Jogos Olímpicos de PyeongChang.

A causa da morte ainda não foi revelada. Sabe-se apenas que ele morreu dormindo em seu quarto e que os primeiros resultados da autópsia revelaram fluido nos pulmões e não constataram presença de drogas em seu corpo. Novos exames ainda serão feitos para determinar o que matou um dos maiores atletas de bobsled de todos os tempos. 



Com um porte físico que fugia do estereótipo de super-atleta, Steven Holcomb mostrou na pista de gelo a sua genialidade na pilotagem dos trenós. Em 2010, foi campeão olímpico no quarteto, garantindo o primeiro ouro dos Estados Unidos no esporte em 62 anos! Quatro anos depois, voltou ao pódio em dose dupla, com dois bronzes. 

Nesse período, também acumulou cinco medalhas de ouro em Mundiais e somou vitórias em etapas da Copa do Mundo. Atualmente ocupava a quarta posição no ranking internacional das duplas e a terceira colocação no quarteto, mostrando que brigaria por novas medalhas olímpicas em PyeongChang, na Coreia do Sul. 

"Toda a família olímpica está em choque e triste por essa tragédia e pela perda de Steven Holcomb. Ele era um tremendo atleta e uma grande pessoa, e sua perseverança sempre irá nos inspirar. Nossos pensamentos e preces para a família de Steven e toda a comunidade do bobsled", declarou Scott Blackmun, CEO do Comitê Olímpico norte-americano. 

Steven Holcomb não se destacava apenas pelos seus feitos esportivos. Por sete anos esteve presente nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Durante este ciclo olímpico concluiu sua graduação em Ciências da Computação. Reconhecidamente educado com as pessoas, acumulou amigos no circuito internacional e era constantemente requisitado por jornalistas e atletas do mundo inteiro - até mesmo do Brasil.



Contudo, era a sua volta por cima após driblar uma grave doença que o fez ganhar respeito mundial. No início dos anos 2000, quando dava os primeiros passos no bobsled, foi diagnosticado com ceracotone, doença degenerativa que altera a curvatura da córnea e pode levar à cegueira. Em 2007, já com uma Olimpíada no currículo e a visão comprometida, tomou uma decisão arriscada: operar os olhos em uma cirurgia experimental. 

Deu certo. Poucos meses depois, em 2008, passou a utilizar uma lente especial, que devolveu sua visão. No ano seguinte conquistava o primeiro de seus cinco títulos mundiais e, em 2010, a glória máxima: a medalha de ouro olímpica. O feito foi registrado no livro Agora Eu Vejo: Minha Jornada da Cegueira ao Ouro. Nele, Holcomb revela que pensou até em suicídio meses antes de passar pela intervenção cirúrgica.

Com sua vida e suas conquistas, Steven Holcomb recolocou os Estados Unidos no topo do bobsled mundial. Agora, é ele que se prepara para ganhar ainda mais o status de lenda do esporte. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.