Canadá e Suécia fazem final do Mundial masculino de Curling

Niklas Edin colocou a Suécia novamente na final do Mundial de Curling (Richard Gray/WCF)

Últimos dois países campeões mundiais e duas das equipes mais fortes do Curling, Canadá e Suécia se enfrentam na decisão do Mundial masculino da modalidade neste domingo à noite. As seleções se enfrentam a partir das 21h no horário de Brasília em Edmonton, no Canadá. 

Este vai ser o terceiro confronto entre suecos e canadenses na competição - com duas vitórias para o país da América do Norte. Representado pelo time Brad Gushue, o Canadá venceu as doze partidas que realizou até o momento e é principal favorito ao título desta temporada. 

Já a Suécia, representada pelo time Niklas Edin e vice-líder da primeira fase, perdeu o playoff entre os dois primeiros colocados e precisou enfrentar a Suíça na disputa semifinal. A partida foi equilibrada: após um empate em 5 a 5 no final do décimo end, os suecos aproveitaram a posse do martelo e venceram por 6 a 5 no end extra. 

O Canadá é o maior vencedor da história do Mundial masculino de Curling com 35 conquistas em 58 edições e é o atual campeão do torneio. Contudo, este ano é a estreia de Brad Gushue no cenário internacional entre seleções após vencer o Brier no início de 2017. Já a Suécia tem sete títulos mundiais, dois deles conquistados por Niklas Edin (2013 e 2015). 

Antes, às 15h no horário de Brasília, Suíça e Estados Unidos se enfrentam novamente para definir quem fica com a medalha de bronze. Os dois países jogaram ontem no playoff entre o terceiro e quarto colocados e os suíços, representados pelo time Peter de Cruz, venceu por 11 a 4. Já os norte-americanos, capitaneados novamente por John Shuster, esperam repetir a campanha do ano passado, quando terminaram na terceira colocação do Mundial de Curling. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.