Norte-americanas conquistam Mundial feminino de Hóquei no Gelo

EUA, de azul, comemoram título (Divulgação/IIHF-HHOF Images)

Foi disputado, equilibrado e com gol apenas no overtime, mas para a seleção feminina dos Estados Unidos não importa! O país conquistou na noite desta sexta-feira, 7 de abril, o título mundial de hóquei no gelo ao derrotar o Canadá por 3 a 2. A competição aconteceu na cidade norte-americana de Plymouth.

Este é o oitavo título mundial das norte-americanas em 18 edições. Atual tetracampeão, o país conquistou seus oito troféus nas últimas dez competições! Mesmo assim, é o primeiro triunfo obtido em casa. Nas outras três ocasiões em que a disputa foi nos Estados Unidos (1994, 2001 e 2012), as canadenses levaram a melhor. 

O gol salvador veio do taco de Hilary Knight, capitã e uma das melhores jogadoras da atualidade. Ela garantiu o título ao marcar aos 10min17seg do overtime. Antes, no tempo regular, Kacey Bellamy fez os dois gols das norte-americanas - Meghan Agosta abriu o placar para o Canadá e Brianne Jenner empatou no terceiro período. 

O título mundial dos Estados Unidos foi incontestável: cinco vitórias em cinco jogos, com 28 gols marcados e apenas cinco sofridos. Nem parece que há dez dias elas sequer participariam da competição - as jogadoras ameaçaram boicotar o torneio caso não tivessem as mesmas condições da equipe masculina. De quebra, a norte-americana Brianna Decker foi eleita a MVP do Mundial de Hóquei no Gelo feminino


Na decisão do bronze, a zebra Alemanha não conseguiu passar pela Finlândia e foi derrotada por 8 a 0, com gols de Petra Nieminen, duas vezes, Jenni Hirikoski, Mira Jalosuo, Ronja Savolainen, Venla Hovi, Noora Tulus e Saana Valkama. Mesmo assim, a quarta posição é o melhor resultado do país na história do Mundial feminino de hóquei no gelo. 

Já na luta contra o rebaixamento, após ser surpreendida no primeiro jogo, a Suíça se recuperou e venceu a terceira e última partida do play-off contra a República Tcheca. Lara Stalder, Alina Muller e Dominique Ruegg fizeram os gols suíços, enquanto que Tereza Vanisova descontou. O resultado manteve a Suíça na elite e rebaixou as tchecas para o Grupo A da Divisão 1. 

Com a supremacia no Mundial feminino de Hóquei no Gelo, essa geração de atletas dos Estados Unidos busca, agora, o título que resta: a medalha de ouro olímpica. As canadenses venceram as quatro últimas edições dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.