Seleção dos EUA conquista Mundial sub-18 de hóquei no gelo

Atleta dos EUA abre o placar na final do Mundial sub-18 (Steve Kingsman/IIHF-HHOF Images)

Se na disputa adulta do Mundial Masculino de Hóquei no Gelo a seleção dos Estados Unidos não tem sucesso, na categoria sub-18 a história é diferente. A jovem equipe norte-americana conquistou no último domingo, 23 de abril, o título mundial da modalidade. A competição foi realizada em Poprad & Spisska Nova Ves, na Eslováquia, e reuniu dez países divididos em dois grupos. 

A conquista nesta temporada representa o décimo troféu dos Estados Unidos no Mundial sub-18 de hóquei no gelo em 19 edições realizadas. O país é, de longe, o maior vencedor da categoria. Rússia, Finlândia e Canadá, três das principais potências do esporte, possuem três títulos cada. 

Neste ano, os Estados Unidos conquistaram o título após derrotarem a Finlândia por 4 a 2 na partida decisiva. Joel Farabee, duas vezes, Josh Norris e Grant Mismash fizeram os gols norte-americanos - Urho Vaakanainen e Eemeli Rasanen descontaram para os finlandeses. 

A campanha dos Estados Unidos foi irretocável, com seis vitórias em seis jogos, com 34 gols marcados e 14 gols sofridos. Entretanto, foi o finlandês Kristian Vesalainen que ficou com o título de MVP da competição. Na disputa do terceiro lugar, a Rússia derrotou a Suécia por 3 a 0 e conquistou a medalha de bronze. Na parte de baixo da tabela, a Letônia perdeu dois jogos para Belarus no playoff e foi rebaixada para a Divisão 1. 

"Eu não consigo descrever [a emoção]. É um sentimento inacreditável. Nós sabíamos que poderíamos ganhar e todos nós jogamos muito bem como um time. Nós tivemos um ótimo treinamento. Acreditamos no sistema e nos tornamos irmãos", confidenciou o jovem Braeden Tkachuk. 

Até porque, além do título, o Mundial sub-18 de Hóquei no Gelo é uma ótima vitrine para jovens que sonham com a NHL, a principal liga do esporte. O exemplo mais recente é o norte-americano Auston Matthews. Campeão mundial desta categoria em 2014 e 2015, ele foi pick #1 no Draft da NHL em 2016 e já se destaca no Toronto Maple Leafs. 

Com o fim da disputa na categoria sub-18, resta apenas o Mundial Masculino Adulto para encerrar a temporada entre as seleções no hóquei no gelo. Os Estados Unidos podem conquistar um feito histórico. Até o momento, o país norte-americano venceu as quatro competições mundiais realizadas nesta temporada (sub-20 e sub-18 entre os homens e adulto e sub-18 nas mulheres). O torneio vai acontecer entre 5 e 21 de maio em Paris, França, e Colônia, Alemanha. 

Eslovênia conquista acesso para o Grupo A

No mesmo período em que os Estados Unidos conquistavam mais um título mundial sub-18 de hóquei no gelo, a Eslovênia aproveitou o fator casa para conquistar o troféu da Divisão 1 do Grupo B e, consequentemente, garantir o acesso para o Grupo A em 2018. A competição aconteceu em Bled entre 15 e 21 de abril. 

A campanha eslovena não teve sustos: quatro vitórias e apenas uma derrota, totalizando 12 pontos em 15 possíveis. O acesso foi confirmado com uma vitória de 4 a 3 sobre a Ucrânia na última rodada. Além disso, os donos da casa venceram o Japão (10 x 0), a Polônia (2 x 0) e a Itália (3 x 1). 

O interessante é que a Áustria venceu a Eslovênia por 4 a 3 e também teve apenas uma derrota (para a Itália por 5 a 2). Contudo, dois triunfos austríacos foram obtidos após a prorrogação, o que garante apenas dois pontos ao invés de três no tempo normal. Assim, o país ficou na segunda posição. Em contrapartida, a Polônia teve apenas dois pontos e caiu para o Grupo A da Divisão 2 no ano que vem. 

Jovens da Eslovênia comemoram acesso no Mundial de Hóquei no Gelo sub-18

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.