Favoritas começam com vitória no Mundial feminino de Curling

Rachel Homan comanda o Canadá no Mundial 2017 (WCF/Céline Stucki)

Sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2008 e futura sede dos Jogos de Inverno de 2022, Pequim se transformou na casa do curling feminino nesta semana. A capital chinesa organiza o Mundial feminino da modalidade nesta temporada. As primeiras partidas aconteceram neste sábado, 18 de março, e a final será no próximo domingo, dia 26. 

Atual tricampeã e dona de quatro títulos nas últimas cinco edições, a Suíça começou bem a disputa por mais um troféu. O time, comandado pela skip Aline Paetz, derrotou a Alemanha por 7 a 5 nesta primeira rodada. 

Aline Paetz, da Suíça (WCF/Céline Stucki)
Já o Canadá, maior campeão da história com 15 conquistas, teve um início arrasador. O time da skip Rachel Homan venceu a China por 9 a 3 e a Alemanha por 6 a 2. As canadenses esperam encerrar um incômodo tabu: desde 2008 o país não conquista o título do Mundial e, no ano passado, sequer subiu ao pódio. 

Outras três seleções venceram seus jogos no primeiro dia: a República Tcheca derrotou a Dinamarca por 6 a 5, a Rússia levou a melhor sobre a Coreia do Sul por 9 a 6 e a Escócia passou pela equipe dos Estados Unidos por 9 a 8. Complementando a rodada, a Suécia derrotou a Itália por 7 a 4, mas perdeu das norte-americanas por 10 a 8. 

A primeira fase do Mundial feminino de Curling termina na quinta-feira, 23 de março. No total, 12 países se enfrentam em turno único na fase inicial e os quatro melhores avançam para a semifinal. Os dois primeiros colocados se enfrentam e, quem vencer, garante vaga na decisão. Quem perder enfrenta o vencedor do confronto entre o terceiro e o quarto. 

Além de ser o último Mundial de Curling antes dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, a edição de 2017 também encerra o pré-olímpico da modalidade. Sete países irão garantir uma cota olímpica para 2018 após a classificação final - outras duas vagas serão definidas em uma repescagem no fim deste ano. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.