Com liderança dos EUA, Mundial de Snowboard e Esqui Livre chega ao fim

Aaron Blunck salta para o título mundial (Divulgação/FIS)

Acabou neste domingo, 19 de março, o último Campeonato Mundial dos esportes de neve antes dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, em 2018. A disputa do esqui livre e snowboard em Sierra Nevada, na Espanha, trouxe algumas surpresas e antecipou alguns favoritos para a disputa olímpica daqui um ano.  

No Big Air, por exemplo, a austríaca Anna Gasser mostrou que vive grande fase na modalidade. Com um perfeito 100 em seu terceiro salto, a atleta conquistou o título mundial com 189.50 pontos - a finlandesa Enni Rukajarvi ficou com a prata e a norueguesa Silje Norendal foi bronze. No masculino, o ouro foi do norueguês Staale Sandbech com 188.25 pontos - Chris Corning, dos EUA, foi o segundo e o também norueguês Markus Kleveland completou o pódio. 



No Esqui Livre Halfpipe, a japonesa Ayana Onozuka surpreendeu a francesa Marie Martinod e ficou com o ouro ao obter 89.80 pontos, deixando a rival com a medalha de prata - Devin Logan, dos EUA, foi bronze. Entre os homens, o norte-americano Aaron Blunck ficou com o título mundial ao conquistar 91.80 pontos. O canadense Mike Riddle foi o segundo colocado e o francês Kevin Rolland o terceiro. 

Já no esqui livre cross os suecos surpreenderam os campeões da Copa do Mundo. Entre os homens, o francês Jean Frederic Chapuis foi apenas o 25º colocado e viu Victor Norberg conquistar o título mundial - Jamie Prebble, da Austrália, levou a prata e François Place, da França, foi o bronze. No feminino, a canadense Marielle Thompson foi a quinta colocada e ficou de fora da bateria decisiva. Sandra Naeslund foi a campeã ao derrotar a suíça Fanny Smith, segunda, e a francesa Ophelie David, terceira, na final.



Por fim, na disputa do slopestyle, o norte-americano Mcrae Williams conquistou o título entre os homens com 93.80 pontos. O seu compatriota Gus Kenworthy ficou com a prata e o britânico James Woods completou o pódio. Entre as mulheres, o ouro ficou com a francesa Tess Ledeux, que alcançou 85.60 pontos em suas apresentações. Emma Dahlstrom, da Suécia, foi a segunda e Isabel Atkin, do Reino Unido, foi a terceira. 

No total, os Estados Unidos confirmaram o favoritismo e lideraram o quadro de medalhas com 13 pódios e seis medalhas de ouro no total. A França também teve 13 medalhas, mas apenas quatro de ouro. Com quatro ouros e duas pratas, a Áustria ficou na terceira colocação. Ao todo, 19 países garantiram medalhas. 

O fim do Mundial não representa o encerramento da temporada para alguns atletas de snowboard e esqui livre. No próximo fim de semana, entre 24 e 26 de dezembro, acontecem as últimas etapas de três categorias: snowboardcross em Veysonnaz, na Suíça, snow slopestyle em Spindleruv Mlyn, na República Tcheca, e esqui livre big air em Myrkdalen-Voss, na Noruega. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.