Brasil encerra participação no Mundial de Esqui Nórdico

Jaqueline Mourão se despediu do Mundial nos 30km (divulgação)

A brasileira Jaqueline Mourão encerrou neste sábado, 4 de março, a participação do Brasil no Mundial de Esqui Nórdico em Lahti, na Finlândia. A despedida, porém, não foi nada fácil. A atleta encarou a prova dos 30km em técnica livre no esqui cross-country - a maior distância para as mulheres nesse esporte. 

Disposta a completar a corrida, Jaqueline fez mais do que isso: conquistou o melhor resultado do país nesta distância ao terminar na 46ª posição, com o tempo de 1h22min21seg4 e 280.42 pontos FIS. Esta foi a terceira prova da brasileira no Mundial (antes competiu no sprint e nos 10km) e em todas ela conquistou marcas abaixo do índice olímpico B (menos de 300 pontos FIS). 



A vitória foi da norueguesa Marit Bjoergen, que mostrou estar de volta à velha forma ao conquistar a quarta medalha de ouro no Mundial de Lahti com o tempo de 1h08min36seg8. Suas compatriotas Heidi Weng e Astrid Jacobsen ficaram com a prata e bronze, respectivamente. 

Após conquistar o título no skiatlo e nos 10km, Marit Bjoergen integrou a equipe norueguesa feminina que atropelou as rivais no revezamento 4x5km com o tempo de 52min21seg5, mais de um minuto à frente da Suécia, segunda colocada - a Finlândia completou o pódio. 

No esqui cross-country masculino, o finlândes Iivo Niskanen conquistou o primeiro ouro do país-sede ao vencer os 15km em técnica clássica com 36min44seg0 - os noruegueses Martin Sundby e Niklas Dyrhaug ficaram com a prata e bronze, respectivamente. 

No revezamento 4x10km, a Noruega conquistou seu primeiro ouro entre os homens com o tempo de 1h37min20seg1, à frente da Rússia, segunda, e Suécia, terceira. Por fim, nos 50km em técnica livre, o canadense Alex Harvey conquistou seu primeiro título mundial individual ao vencer com 1h46min28seg9, à frente do russo Sergey Ustiugov, prata, e do finlandês Matti Heikkinen, bronze. 


Esqui Saltos

O grande nome do esqui saltos masculino foi o austríaco Stefan Kraft. Depois de conquistar o título mundial no normal hill, ele conquistou o segundo título no Mundial de Lahti no large hill, com a disputa na montanha HS 130. O jovem austríaco obteve 279.3 pontos. O alemão Andreas Wellinger também repetiu a medalha de prata e o polonês Piotr Zyla completou o pódio. 

Já na disputa masculina por equipe no HS 130, a Polônia, comandada por Kamil Stoch, ficou com o título ao conquistar 1104.2 pontos. A equipe norueguesa ficou com a medalha de prata e a austríaca foi bronze - garantindo mais um pódio para Stefan Kraft. 

Combinado Nórdico

Como era de se esperar, a Alemanha varreu as medalhas de ouro no Combinado Nórdico ao vencer as quatro provas da modalidade. Johannes Rydzek foi o comandante do país europeu. Após vencer as duas primeiras provas na semana passada, ele voltou a vencer no encerramento do Mundial de Esqui Nórdico. 

Na quarta-feira, 1º de março, ele foi o mais rápido na corrida individual HS 130/10km com o tempo de 26min41seg6 - Akito Watabe, do Japão, foi o segundo colocado e François Braud, da França, foi o terceiro. Depois, ao lado de Eric Frenzel, ele conquistou mais um ouro na disputa de sprint por equipe com 29min01seg8 - a Noruega ficou com a prata e o Japão com o bronze. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.