Sem sorte, equipe brasileira de esqui alpino compete no fim de semana

Guilherme Grahn (Divulgação/CBDN)

Guilherme Grahn e Michel Macedo, postulantes brasileiros à vaga olímpica no esqui alpino, participaram de provas na Suécia e Estados Unidos, respectivamente, ao longo da última semana. Contudo, os dois atletas do Brasil não tiveram tanta sorte assim em suas competições. 

Em Fjaetervaaelen, na Suécia, Guilherme competiu em uma corrida de slalom gigante no domingo, 5 de fevereiro. Ele ficou na 14ª posição com 1min48seg36 e 52.27 pontos FIS - é apenas o quinto melhor desempenho dele nesta disciplina. O vencedor foi o sueco Filip Vennerstroem com 1min45seg75 e 28.08 pontos. 

Michel Macedo competiu em duas provas de slalom gigante em Cooper Mountain e uma de slalom em Vail pela Copa Norte-americana. Entretanto, a fase do brasileiro não foi boa na semana passada e ele não conseguiu avançar para a segunda descida em nenhuma das corridas que participou. Assim, ele ficou de fora da classificação final e não somou pontos FIS.

Apesar dos resultados não serem favoráveis, os dois atletas de esqui alpino do Brasil têm agenda cheia nos próximos dias. Entre 7 e 11 de fevereiro, Michel participa de seis corridas, incluindo downhill, super g e slalom gigante. Guilherme, por sua vez, competirá na sua especialidade e participará de duas provas de slalom entre 11 e 12. 

Mundial de Esqui Alpino

Michel ainda será o representante solitário do Brasil no Mundial de Esqui Alpino de 2017. A competição acontece em St. Moritz, na Suíça, a partir desta terça-feira, dia 7. O brasileiro vai participar das corridas de slalom gigante e slalom entre 16 e 19 de fevereiro. 

Lesões e aposentadorias afastaram grandes nomes que dominaram o Mundial de Esqui Alpino em 2013 e 2015. Tina Maze, por exemplo, se aposentou nesta temporada e Anna Veith (antes Anna Fenninger) voltou neste ano após ficar um ano afastada por lesão e segue em busca da melhor forma física. Ted Ligety e Aksel Svindal, no masculino, também estão fora. 

Assim, novos - e velhos - nomes aparecem como favoritos no Mundial desta temporada. Da mesma forma que nos outros anos, Marcel Hirscher aparece como favorito para o slalom e slalom gigante entre os homens, ao lado do norueguês Henrik Kristoffersen e do francês Alexis Pinturault. Hannes Reichelt, da Áustria, Kjetil Jansrud, da Noruega, Dominik Paris, da Itália, são nomes que merecem atenção nas provas de velocidade (downhill e Super G).

No feminino, Mikaela Shiffrin busca o tricampeonato no slalom e pode conquistar seu primeiro ouro no slalom gigante. A suíça Lara Gut aparece como favorita no Super G e a norte-americana Lindsey Vonn, que retornou recentemente ao circuito internacional, também briga por medalhas no downhill. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.