Sem Gut, Suíça conquista dobradinha no Mundial de Esqui Alpino

Wendy Holdener comemora primeira vitória no Mundial (Agence Zoom)

Sede do Mundial de Esqui Alpino desta temporada, a Suíça conquistou sua primeira medalha de ouro na competição na última sexta-feira, 10 de fevereiro, e logo com uma dobradinha no pódio. A competição acontece em St. Moritz até o dia 19 e possui mais doze provas até o final 

O primeiro triunfo suíço coube à jovem Wendy Holdener, 23 anos, vencedora do Combinado com 1min58seg88. Esta é a primeira medalha da atleta em um Mundial de Esqui Alpino. A prata ficou com sua compatriota Michelle Gisin, vencedora do downhill (primeira parte do combinado). A austríaca Michaela Kirchgasser foi bronze.

Esta é a terceira prova da competição e, mais uma vez, a surpresa tomou conta da disputa. Nos dois primeiros dias tivemos uma novata como campeã do Super G feminino e um atleta veterano voltando ao lugar mais alto do pódio após três anos. 

A expectativa era que a suíça Lara Gut, atual campeã da Copa do Mundo de Esqui Alpino, vice-líder desta temporada e especialista em provas rápidas, comandasse o país-sede na busca por medalhas. Contudo, após ganhar o bronze no Super G, ela sofreu um acidente durante a prova do Combinado e rompeu os ligamentos do joelho. Perderá não apenas o Mundial em casa, como o restante da temporada. 

A má notícia interrompe a série positiva de Gut na temporada. A cada prova realizada na Copa do Mundo ela conseguia diminuir a diferença para a líder Mikaela Shiffrin, dos Estados Unidos, no ranking internacional. Com a maior rival fora do páreo, o Globo de Cristal se aproxima de Shiffrin pela primeira vez em sua carreira.

Neste sábado aconteceria a disputa do downhill masculino. Entretanto, um nevoeiro impediu a realização da prova e a organização transferiu a corrida para este domingo, 12 de fevereiro, ao lado da disputa feminina. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.