Sara Takanashi volta a vencer na Copa do Mundo de Esqui Saltos

Sara Takanashi mantém vantagem no esqui saltos (Divulgação/FIS)

Após ficar cinco provas sem vitória e ver sua compatriota Yuki Ito encostar na disputa pelo título da Copa do Mundo de Esqui Saltos, a japonesa Sara Takanashi afastou a má fase e ganhou uma sobrevida na competição. A última etapa aconteceu em Rasnov, na Romênia, entre 28 e 29 de janeiro. 

Na primeira disputa na montanha HS 100, Takanashi ficou na segunda posição, atrás apenas da norueguesa Maren Lundby, vencedora com 259 pontos - Yuki Ito completou o pódio. Depois, na segunda prova, a situação se inverteu. A atleta do Japão venceu com 247.3 pontos, deixando Lundby com a prata - a austríaca Daniela Iraschko-Stolz foi bronze. 

Com um ouro e uma prata, Sara Takanashi mantém a liderança do ranking feminino da Copa do Mundo de Esqui Saltos com 995 pontos. Mais do que isso: ela volta a abrir mais de cem pontos de vantagem sobre Yuki Ito, a segunda colocada, com apenas sete provas em disputa. 

Já os homens competiram na montanha HS 145 em Willingen, na Alemanha. O atleta da casa Andreas Wellinger garantiu a festa da torcida ao vencer a prova individual com 242.3 pontos. Os austríacos Stefan Kraft e Manuel Fettner ficaram com a prata e bronze, respectivamente. Na disputa por equipes, a Polônia foi a campeã com 931.5 pontos, à frente da Áustria, segunda colocada, e da Alemanha, terceira. 

No ranking masculino da Copa do Mundo de Esqui Saltos, o polonês Kamil Stoch, dono de dois ouros em Sochi, segue na liderança com 978 pontos, contra 853 do norueguês Daniel Andre Tande, segundo colocado. O esloveno Domen Prevc, que liderou a primeira parte da competição, é o terceiro com 786.

A Copa do Mundo de Esqui Saltos prossegue neste fim de semana, entre 3 e 5 de fevereiro. Os homens competem na montanha HS 225 em Oberstdorf, na Alemanha. Já as mulheres participam de provas na montanha HS 94 em Hinzenbach, na Áustria. 

Combinado Nórdico

A cidade austríaca de Seefeld organizou neste último fim de semana mais três provas válidas para a Copa do Mundo de Combinado Nórdico. A festa, porém, foi da torcida alemã. Os atletas do país europeu venceram as três corridas e seguem imbatíveis nesta temporada: todas as 15 disputas já realizadas tiveram um representante da Alemanha no alto do pódio. 

Neste fim de semana o grande nome foi Johannes Rydzek, com dois ouros e uma prata. Na primeira prova (HS109 e 5km de cross-country), ele venceu com 12min00seg2, à frente de seu compatriota Eric Frenzel, prata, e do italiano Samuel Costa, bronze. Depois, na prova HS 109 e 10km, Rydzek conseguiu 24min36seg5, novamente com Frenzel em segundo e Costa em terceiro. 

Por fim, na disputa HS 109 e 15km de corrida, Frenzel deu o troco e conseguiu a medalha dourada com 37min32seg2 - Rydzek ficou na segunda posição e o austríaco Bernhard Gruber completou o pódio. 

Essa vitória no ranking foi fundamental para Eric Frenzel manter a uma vantagem segura no ranking da Copa do Mundo de Combinado Nórdico. Ele possui 1224 pontos, enquanto que Rydzek é o segundo com 1190. Agora, a competição embarca para Pyeongchang, na Coreia do Sul. A próxima etapa acontece nas futuras instalações dos Jogos Olímpicos de 2018 entre 4 e 5 de fevereiro. 

Rydzek (nº5) vence Frenzel por um pé em Seefeld (Divulgação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.