Com três ouros e surpresas, Suíça lidera Mundial de Esqui Alpino

Luca Aerni surpreendeu e foi o campeão no combinado (Divulgação/Agence Zoom)

As zebras estão esquiando, como brincou o portal Surto Olímpico, e a Suíça está aproveitando para surpreender no Mundial de Esqui Alpino. Sede da competição neste ano, realizada em St. Moritz, o pequeno país europeu já conquistou três das sete medalhas de ouro disputadas no evento. 

Sem Lara Gut, sua principal estrela, a equipe suíça de esqui alpino conquistou o primeiro ouro com Wendy Holdener no combinado feminino (relembre aqui). Já a segunda medalha dourada foi conquistada no domingo, dia 12, com Beat Feuz no downhill masculino. Com o tempo de 1min38seg91, ele ficou à frente de Erik Guay, do Canadá (novamente no pódio), e do austríaco Max Franz, bronze. 

O resultado não chega a surpreender, pois Feuz realmente é um dos melhores atletas de downhill na atualidade e foi bronze nesta disciplina no Mundial de 2015. Contudo, sua fase não é das melhores, tanto que ele conquistou apenas dois pódios nesta temporada da Copa do Mundo. 

Já a terceira vitória suíça foi totalmente inesperada. Trigésimo colocado no downhill, Luca Aerni foi o mais rápido no slalom e conquistou o título na prova masculina do Combinado. No fim, ele obteve o tempo de 2min26seg33, deixando a lenda austríaca Marcel Hirscher com a prata e o também suíço Mauro Caviezel com o bronze. 

Além de ter feito o pior tempo do downhill entre aqueles que avançaram para o slalom, Aerni, 23 anos, jamais subiu ao pódio em uma etapa da Copa do Mundo de Esqui Alpino! Sua primeira grande conquista no esporte foi justamente no Mundial realizado em seu país natal! 

No downhill feminino não teve surpresa. A eslovena Ilka Stuhec, líder do ranking da Copa do Mundo nessa disciplina, conquistou a medalha de ouro com 1min32seg85. A austríaca Stephanie Venier, que vive grande fase nesta temporada, ficou com a prata e a norte-americana Lindsey Vonn, recém-recuperada de contusão, foi bronze.

Por fim, na disputa por equipes, a França, liderada por Alexis Pinturault e Tessa Worley, conquistou o título mundial ao derrotar a Eslováquia na bateria decisiva - a Suécia ficou com a medalha de bronze.

O Mundial de Esqui Alpino dá uma pequena pausa nesta quarta-feira, dia 15, e retorna com as provas de slalom e slalom gigante até o domingo, 19 de fevereiro. O brasileiro Michel Macedo, escalado para participar da competição nestas duas provas, cancelou sua participação por problemas particulares. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.