Equipe brasileira participa do Mundial de Luge Natural

A equipe brasileira de Luge Natural, que desde a virada do ano participa de treinos e corridas na Europa, está presente no Mundial da modalidade neste fim de semana. O torneio acontece em Vatra Dornei, na Romênia, entre 3 e 5 de fevereiro. É o penúltimo evento de pista natural programado para esta temporada.

Yuri Assine, 17 anos, Leonardo Oliveira, 17, e Ana Delicio, 18, são os representantes nacionais no Mundial de Luge Natural. Os três atletas já realizaram os treinamentos oficiais na pista da competição. As primeiras descidas estão programadas para acontecer no sábado. No dia seguinte tem a definição dos medalhistas.

Os brasileiros embarcam para o Mundial após participarem da penúltima etapa da Copa do Mundo em Deutschnofen, na Itália, entre 27 e 29 de janeiro. Na Copa das Nações, com atletas que não avançaram para a corrida decisiva, Ana Delicio ficou na 11ª posição com 1min17seg55. Entre os homens, Leonardo Oliveira foi o melhor brasileiro ao terminar na 11ª posição com 1min04seg61 - Yuri Assine foi o 14º com 1min18seg00.

Contudo, no ranking da Copa do Mundo de Luge Natural, Yuri tem 23 pontos e está em 40º, enquanto Leonardo é o 47º com quatro pontos. No feminino, Ana também possui quatro pontos e está na 34ª posição. É importante destacar que tanto Ana quanto Leonardo focaram na disputa da Copa do Mundo Júnior. Nesta competição ela foi a 19ª, com 49 pontos, e ele foi o 29º com 34.

Esta é a terceira participação do Brasil no Mundial de Luge Natural - a primeira com uma delegação de três atletas. A estreia foi em 2005, com Diego Bersuc e Michelle Mercer, respectivamente o 47º e a 19ª em suas categorias. Dez anos depois, Flavio Macedo e Rafael Manfrinato terminaram em 35º e 39º.

Copa do Mundo

Atual tricampeão da Copa do Mundo, o italiano Patrick Pigneter está com sua hegemonia ameaçada no luge natural. Na prova em Deustchnofen ele foi apenas o terceiro colocado, atrás do também italiano Alex Gruber (vencedor com 1min46seg85) e do austríaco Thomas Kammerlander, prata. Contudo, o atleta da Áustria chegou aos 525 pontos no ranking, 25 a mais do que Pigneter, e precisa apenas de uma segunda colocação na última etapa. 

Entre as mulheres a situação é mais tranquila. Mesmo com a vitória no fim de semana, conquistada com o tempo de 1min50seg48, a italiana Greta Pinggera tem 510 pontos e está 30 atrás de sua compatriota Evelin Lanthaler, líder da disputa feminina na Copa do Mundo de Luge Natural. 

Por fim, nas duplas, a situação está ainda mais equilibrada. Os russos Pavel Porshnev e Ivan Lazarev venceram a etapa de Deustchnofen com 1min55seg20 e estão com 485 pontos, apenas cinco atrás de Florian Clara e Patrick Pigneter, medalhistas de prata na etapa realizada no último fim de semana. A última etapa da Copa do Mundo de Luge Natural acontece em Umhausem, na Áustria, entre 16 e 18 de fevereiro. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.