Equipe brasileira de esqui Cross-Country conquista bons resultados

Principal nome da equipe brasileira de esqui cross-country, Jaqueline Mourão voltou a conquistar bons resultados neste fim de semana. A atleta esteve presente em uma etapa da Copa Norte-americana no resort Nakkertok South Nordic Centre. A competição aconteceu entre 3 e 5 de fevereiro. 

Jaqueline no pódio (Reprodução)
O melhor resultado, sem dúvida, foi a medalha de bronze obtida nos 15km em técnica livre neste domingo. Largando da 17ª posição, Jaqueline foi a terceira ao completar o percurso em 48min43seg11. A vitória foi a norte-americana Anne Hart com 47min36seg10 (os pontos FIS não foram divulgados pela organização da prova). 

Nos 10km em técnica clássica, a brasileira foi a 17ª com 33min41seg3, pouco mais de três minutos e meio atrás de Hart, a primeira colocada. Na somatória das duas provas, Jaqueline ficou na quinta posição com 1h22min24seg43, menos de cinco minutos atrás de Anne Hart. 

Já na disputa do sprint clássico, Jaqueline Mourão terminou a classificatória na 18ª posição com 4min11seg51 e 229 pontos FIS. Contudo, nas baterias, a brasileira conseguiu avançar pela primeira vez à Final B e terminou na nona posição. A canadense Maya Macisaac-Jones foi a vencedora da disputa.

Agora, a atleta prossegue com seus treinamentos no Canadá para o principal desafio da temporada: o Mundial de Esqui Nórdico em Lahti, na Finlândia. Jaqueline vai participar de três provas entre 23 e 28 de fevereiro. 

Na Europa

Quem também se prepara para o Mundial de esqui cross-country são os atletas Leandro Lutz e Mirlene Picin. Os dois estiveram presentes em Ravna-Gora, na Croácia, para duas provas da Copa Balcã entre 4 e 5 de fevereiro.

Nos 10km em técnica clássica, Leandro foi o 29º com 33min17seg3 e 301.16 pontos FIS (apenas um ponto acima do índice olímpico B) - o vencedor foi o búlgaro Veselin Tsinzov, com 25min18seg3 e 48.77 pontos. Depois, nos 10km livre, Lutz foi o 24º com 27min31seg7 e 277.80 pontos FIS. O sérvio Damir Rastic venceu com 21min16seg3 e 42.49 pontos. 

Mirlene ficou na 14ª posição dos 5km em técnica clássica com 17min10seg2 e 275.51 pontos FIS - a austríaca Lisa Unterweger foi a vencedora ao completar o percurso em 13min49seg3. Depois, nos 5km livre, a brasileira foi a 10ª com 14min09seg2 e 243.57 pontos FIS - Unterweger venceu novamente com 11min46seg3. 

Por fim, Leila Mostaço esteve presente em Reykjavik, na Islândia, e participou de três provas. No sprint livre, ela fez o segundo tempo das classificatórias com 3min31seg50 e 553.60 pontos FIS e ficou em terceira na bateria decisiva - a islandesa Elsa-Gudrun Jonsdottir foi a vencedora. 

Depois, nos 5km em técnica livre, Leila ficou na segunda posição com 16min55seg9 e 397.65 pontos FIS - Jonsdottir venceu novamente com 12min49seg0. Por fim, nos 10km clássico, a brasileira conquistou mais um bronze, com 45min03seg2 e 508.43 pontos FIS - Jonsdottir levou seu terceiro ouro com 30min52seg1. 

Universíade

Nesta terça-feira, a brasileira Bruna Moura se despediu da disputa do esqui cross-country da Universíade de Inverno em Almaty, no Cazaquistão. Ela competiu nos 15km clássico em largada coletiva e terminou na 34ª posição, com 54min37seg9 e 380.34 pontos. A russa Lilia Vasilieva conquistou o ouro. 

"Eu encerro as provas no Cazaquistão muito feliz, com o foco de trabalhar e aprimorar minhas técnicas para conseguir resultados ainda melhores nas competições futuras e na próxima Universíade", confirmou Bruna Moura em release divulgado pela CBDU (Confederação Brasileira de Desporto Universitário).

Para conferir os resultados das três primeiras provas da brasileira, clique aqui. Agora, a jovem atleta segue para Zwiesel, na Alemanha, onde vai participar de provas de esqui cross-country entre 17 e 19 de fevereiro. Depois, ela participa do Mundial de Esqui Nórdico em Lahti, na Finlândia, entre 22 e 23. 

Children e Paralímpico

Rhaick Bonfim, atleta da equipe infanto-juvenil de esqui cross-country da CBDN, e Thomaz Moraes, da equipe paralímpica, competiram em duas provas não-oficiais da FIS em St. Ulrich, na Áustria, neste último fim de semana. 

Na categoria sub-15, Rhaick terminou em 14º a disputa do sprint livre com 2min07seg73 - Jan Bader foi o vencedor na bateria decisiva. Depois, nos 6km em técnica classica, o jovem brasileiro ficou na quarta colocação com 17min07seg8, apenas 16 segundos atrás do terceiro colocado - Jan Bader foi o vencedor novamente. 

Já no sub-18, Thomaz ficou em 38º no sprint livre com 3min15seg55. O vencedor foi Lukas Mirönjik após as baterias. Nos 8km em técnica clássica, apenas com jovens nascidos em 2001, Thomaz ficou em 11º com 35min54seg7 - Philip Wieser venceu com 25min26seg3. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.