Pré-olímpico feminino de hóquei no gelo chega à última fase

França comemora vaga à última fase do pré-olímpico de hóquei (Regis Godec)

Entre os dias 15 e 18 de dezembro o hóquei no gelo feminino realizou a penúltima fase de sua disputa pré-olímpica. França e Noruega, países-sedes desta etapa, avançaram e seguem sonhando com os Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang-2018. Restam apenas duas vagas para a competição.

O Grupo E, localizado em Cergy-Pontoise, na França, viu a equipe local não tomar conhecimento das rivais. Com três vitórias em três jogos (3 a 0 na China, 3 a 1 na Itália e 8 a 1 na Letônia), as francesas chegaram aos nove pontos e terminaram na primeira posição da chave. A Itália, com seis pontos, ficou na segunda posição. 

As norueguesas também se aproveitaram do fator casa para conquistar a classificação no pré-olímpico. O Grupo F foi sediado em Stavanger e viu as donas da casa vencerem suas três partidas (4 a 0 sobre Hungria, 5 a 0 no Cazaquistão e 6 a 2 na Eslováquia), terminando na primeira posição da chave - as húngaras ficaram na segunda posição. 

O pré-olímpico feminino de hóquei no gelo leva em conta a pontuação dos países após a disputa do Mundial da modalidade realizado em 2016. Dessa forma, seis nações conseguiram a vaga automática: Estados Unidos, Canadá, Finlândia, Rússia e Suécia, além da Coreia do Sul por ser sede das Olimpíadas. As demais seleções foram divididas em quatro fases para definir as duas vagas restantes. 

A última fase acontece entre 9 e 12 de fevereiro de 2017, novamente com dois grupos de quatro seleções. No Grupo C, cujas partidas acontecem em Arosa, na Suíça, estão, além do país-sede, a República Tcheca, a Dinamarca e a Noruega. No Grupo D, em Tomakomai, no Japão, estão as japonesas, alemãs, austríacas e francesas. A equipe campeã de cada chave carimba passaporte para os Jogos de Inverno de 2018. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.