'Grand Slam' do Esqui Saltos, Four Hills começa nesta quinta-feira

Peter Prevc é o atual campeão do Four Hills (Divulgação)

Os pontos são válidos para a Copa do Mundo de Esqui Saltos, mas as próximas quatro provas têm um sabor especial para os principais atletas da modalidade. Começa nesta quinta-feira, 29 de dezembro, a edição 2016/2017 do Four Hills, tradicional competição que acontece nas montanhas da Áustria e Alemanha.

A primeira tradicionalmente é em Oberstdorf, na Alemanha. Depois, o torneio segue para Garmisch-Partenkirchen, também nos alpes alemães, e em janeiro embarca para Innsbruck e Bischofshofen, na Áustria, para a terceira e quarta etapas. O encerramento neste ano está previsto para o dia 6 de janeiro. 

Apesar de contar pontos para o ranking da Copa do Mundo, essas quatro provas somadas consagram um campeão à parte. Criado em 1952 pelas federações nacionais da Alemanha e Áustria, o Four Hills cresceu e se popularizou no esqui saltos. 

A Finlândia e a Áustria, com 16 troféus, são os países com o maior número de títulos. Se somarmos as conquistas no período em que a Alemanha esteve dividida, a nação também contabiliza 16 conquistas - um equilíbrio impressionante. O maior vencedor individual foi o finlandês Janne Ahonen, com cinco triunfos nas temporadas 98/99, 02/03, 04/05, 05/06 e 07/08.

Neste ano o favorito é o jovem esloveno Domen Prevc, 17 anos, que lidera o ranking da Copa do Mundo e venceu quatro das sete provas realizadas. Seu irmão mais velho, Peter, atual campeão do Four Hills, não vive boa fase, mas também é cotado para o título. Além deles, a fortíssima equipe austríaca, com Michael Hayboeck e Stefan Kraft, o alemão Severin Freund, o polonês Kamil Stoch e o alemão Severin Freund também possuem boas chances. 

Formato de disputa

Por ser um campeonato à parte, o modelo de disputa é diferente. Em competições tradicionais de esqui saltos, os 30 melhores da qualificação avançam para o salto que define o título.No Four Hills, a classificação é por eliminatória. Os 50 atletas inscritos são divididos em 25 chaves. Os campeões de cada mini-grupo e os cinco perdedores com maior número de pontos avançam para a rodada decisiva.


Curiosidades


  • A vitória de Peter Prevc na temporada passada encerrou uma supremacia da Áustria. O país havia vencido as últimas sete edições do Four Hills: Wolfgang Loitzl em 2009, Andreas Kofler em 2010, Thomas Morgenstern em 2011, Gregor Schilierenzauer nos anos de 2012 e 2013, Thomas Diethart em 2014 e Stefan Kraft em 2015. É a maior sequência da história.
  • O alemão Sven Hannawald é o único atleta que venceu as quatro etapas do Four Hills em uma mesma temporada. Ele dominou a temporada 2001/2002.
  • Essa conquista, aliás, é a última da Alemanha na competição. Já são 14 anos de fila. 
  • O veterano Simon Ammann, da Suíça, não vive uma grande fase no esqui saltos, mas é o único atleta que pode repetir o feito do finlandês Matti Nykänen: vencer os cinco principais torneios de esqui saltos (Jogos Olímpicos, Mundial, Four Hills, Mundial de Voo Livre e Copa do Mundo). 
  • Para Ammann, resta apenas a conquista do Four Hills em sua carreira. 
  • Apenas uma vez o vencedor do torneio não foi do continente europeu: o japonês Kazuyoshi Funaki foi o campeão da temporada 1997/1998. 
  • O também japonês Noriaki Kasai, 44 anos, pode se tornar no atleta mais velho a subir no pódio de uma etapa do Four Hills. Vale lembrar que Kasai já é o atleta mais velho que subiu no pódio do esqui saltos em Jogos Olímpicos e na Copa do Mundo.
  • Se vencer o Four Hills, Domen Prevc não será o atleta mais jovem a conquistar o título. O finlandês Toni Nieminen tinha 16 anos e sete meses quando venceu a competição em 1991/1992. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.