Com torcida a favor, Canadá se destaca no Grand Prix de patinação

Scott Moir e Tessa Virtue voltaram com medalha de ouro (Reprodução)

Depois dos norte-americanos, foi a vez dos canadenses aproveitarem o fator casa e levantarem a torcida no Grand Prix de Patinação Artística no Gelo desta temporada. A segunda etapa da competição aconteceu neste fim de semana em Mississauga, cidade localizada na província de Ontario. 

A delegação do Canadá conquistou nada menos do que três medalhas de ouro das quatro disponíveis. A única exceção foi no individual feminino. Kaetlyn Osmond, representante da casa, fez duas apresentações belíssimas, mas ficou com a medalha de prata. A vencedora foi a russa Evgenia Medvedeva, que alcançou 220.65 pontos na somatória das notas - a japonesa Satoko Miyahara ficou com o bronze. 

No masculino, por sua vez, Patrick Chan levantou a torcida ao derrotar o japonês Yuzuru Hanyu, atual campeão olímpico, com a nota de 266.95 pontos nas duas apresentações - menos de quatro pontos à frente do rival. Kevin Reynolds, também do Canadá, completou a festa ao ficar na terceira posição. 

Já nas provas coletivas os canadenses confirmaram o favoritismo. Nos pares, Meagan Duhamel e Eric Radforf, atuais bicampeões mundiais, venceram a segunda etapa do Grand Prix com 218.30 pontos. Os chineses Xiaoyu Yu e Hao Zhang ficaram com a medalha de prata e a dupla canadense Liubov Ilyushechkina e Dylan Moscovitch completaram o pódio. 

Por fim, na Dança no Gelo, Tessa Virtue e Scott Moir retornaram em grande estilo após duas temporadas de aposentadoria. Eles conquistaram o título com 189.06 pontos, menos de um ponto à frente dos norte-americanos Madison Chock e Evan Bates, segundos colocados. Os também canadenses Piper Gilles e Paul Poirier ficaram com o bronze. 

Após duas etapas na América do Norte, o Grand Prix de patinação artística no gelo segue para a Europa. A terceira disputa da competição acontece em Moscou, na Rússia, entre os dias 4 e 6 de novembro. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.