Canadá conquista Copa do Mundo de Hóquei no Gelo

Canadá comemora mais um título no hóquei no gelo (Divulgação)

Foram seis jogos com seis vitórias, 24 gols marcados e apenas oito sofridos. Com este desempenho, a seleção canadense de hóquei no gelo conquistou a edição deste ano da Copa do Mundo da modalidade e ratificou o seu domínio no esporte. A final foi contra o Time Europa no último fim de semana. 

O título consolidou a 16ª vitória consecutiva do país em séries eliminatórias de torneios internacionais. Não à toa que o Canadá é o atual bicampeão olímpico (2010 e 2014), bicampeão mundial (2015 e 2016) e agora dono da Copa do Mundo, evento organizado pela NHL e encampado pela IIHF. 

A campanha soberana começou na fase de grupos, com vitórias sobre a República Tcheca (6 a 0), Estados Unidos (4 a 2) e o Time Europa (4 a 1). Na semifinal os canadenses derrotaram a Rússia por 5 a 3 e na decisão, disputada em melhor de três partidas, derrotaram novamente o selecionado europeu em dois jogos: 3 a 1 e 2 a 1.

"No final, você precisa entregar. Você pode falar o que quiser sobre o jogo, mas entregamos! Nossos jogadores acreditaram que poderiam vencer", declarou Mike Babcock, treinador da equipe canadense na competição.

Diferentemente do Campeonato Mundial da IIHF e dos Jogos Olímpicos, em que os países precisam brigar com os clubes para escalarem suas estrelas, nesta competição os treinadores puderam escalar os melhores atletas. Como a própria NHL organizou o evento com apoio da NHLPA (associação de atletas de hóquei), os principais nomes da modalidade estiveram presentes. 

Sidney Crosby, apontado como o maior nome do esporte na atualidade, foi o MVP da Copa do Mundo. O norte-americano Patrick Kane, melhor jogador da NHL na temporada passada, competiu pelos Estados Unidos. O esloveno Anze Kopitar, o russo Vladimir Torasenko e o sueco Henrik Lundqvist, todos ídolos na liga norte-americana, também jogaram por suas seleções.

Idealizado a partir da Copa Canadá (desafio entre canadenses e norte-americanos), a Copa do Mundo de hóquei no gelo teve sua primeira edição em 1996, com título dos Estados Unidos. Oito anos depois, nova disputa, vencida pelo Canadá. Agora, após um hiato de doze anos, a NHL e a IIHF tiraram o projeto da gaveta e prometem que - desta vez - o evento vai pegar. 

A ideia é que a competição seja realizada de quatro em quatro anos e tenha as melhores seleções de hóquei no gelo no planeta. A próxima disputa deverá acontecer em 2020, em um local que será escolhido posteriormente. Antes, em 2018, a meta é realizar um desafio all-star, entre os melhores atletas norte-americanos e europeus. 

Com grandes nomes do esporte em competições emocionantes, a meta da NHL é espalhar a modalidade em outros centros - algo semelhante ao que a NBA fez nas últimas décadas. "Nós vendemos nosso esporte em todo o mundo. A cada ano o hóquei está ficando maior", confidenciou Wayne Gretzky, considerado o maior jogador de hóquei no gelo da história. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.