Guilherme Grahn melhora sua marca na Lista FIS de esqui alpino

Guilherme Grahn (Divulgação/CBDN)

O jovem brasileiro Guilherme Grahn, um dos principais nomes do país no esqui alpino, estabeleceu uma nova marca para o Brasil na Lista FIS, ranking internacional que serve de classificação para as principais competições da entidade. O atleta conseguiu chegar aos 37.60 pontos no slalom após participar de duas provas na Suécia entre os dias 13 e 15 de abril. 

Na primeira corrida, realizada em Saelen, Guilherme não obteve um bom resultado no slalom gigante. Ele terminou na 78ª posição da prova, com o tempo combinado de 2min02seg50 e 86.47 pontos FIS - muito acima da sua média nas últimas duas temporadas. O vencedor foi o sueco Mattias Roenngren, com 1min53seg94 e 12.85 pontos FIS. 

Já no slalom, sua especialidade, o brasileiro conseguiu melhorar seu desempenho na prova realizada em Lindvallen. Ele terminou na 28ª colocação geral, com 1min39seg62 e 38.71 pontos FIS, novamente próximo do recorde nacional - estabelecido pelo próprio atleta. A vitória ficou com o sueco Andre Myhrer, um dos principais esquiadores da atualidade, que conseguiu o tempo de 1min35seg73 e 9.45 pontos FIS. 

Com esta marca obtida no último fim de semana, Guilherme chegou à média de 37.60 pontos no slalom - a melhor pontuação obtida por um atleta brasileiro no esqui alpino na Lista FIS. Atualmente, ele ocupa a 653ª posição nesta categoria e se aproxima do Top 500, limite para o índice olímpico A nos Jogos Olímpicos de 2018.

Aliás, ele pode melhorar ainda mais sua pontuação ainda nesta temporada. Como ainda tem neve em alguns resorts na Suécia, Guilherme Grahn vai competir em quatro provas na cidade de Taernaby entre os dias 25 e 29 de abril. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.