Finlândia destrona EUA e vence Mundial sub-18 de hóquei no gelo

Finlandeses comemoram gol na final (Minas Panagiotakis/HHOF-IIHF Images)

Nas últimas sete edições do Mundial sub-18 masculino de hóquei no gelo, os Estados Unidos conquistaram seis títulos e um vice-campeonato. Nesta temporada, com a competição realizada em Grand Forks, a expectativa era por mais um título norte-americano. Porém, foram os finlandeses que levaram a melhor. 

O país europeu conquistou o título após derrotar a Suécia na decisão por 6 a 1. Esta foi a terceira medalha de ouro da Finlândia na história da competição - foi campeã também em 1999 e 2000, as primeiras duas edições do Mundial. Os Estados Unidos conquistaram a medalha de bronze ao derrotarem o Canadá por 10 a 3 na disputa do terceiro lugar. 

"A semifinal e esta decisão foram surreais. Eu não tenho palavras. Nós simplesmente jogamos muito bem", comemorou Juuso Valimaki, capitão finlandês. 

De fato, a conquista do ouro apenas coroou a grande partida realizada pela seleção europeia diante dos norte-americanos na fase anterior. Mesmo com o rink de gelo inteiro torcendo contra, a Finlândia derrotou os EUA por 4 a 2, deixando os donos da casa de fora da final pela primeira vez desde 2008. 

O jovem norte-americano Clayton Keller, favorito ao Draft da NHL neste ano, foi eleito o MVP do Mundial graças, sobretudo, às dez assistências distribuídas no torneio. Já a artilharia teve um empate triplo: Kailer Yamamoto e Joey Anderson, dos EUA, e Eeli Tolvanen, da Finlândia, fizeram sete gols cada. 

Esta foi a última competição relacionada ao Mundial sub-18 masculino de hóquei no gelo. Agora, todas as atenções estão voltadas para a disputa adulta entre os homens. Os jogos da elite acontecem entre os dias 6 e 22 de maio em Moscou e São Petersburgo, na Rússia. 

Grupo A - Divisão 1

País-sede desta disputa em 2016, a Bielorrússia sofreu, mas não decepcionou os torcedores e conseguiu o acesso para a elite do Mundial masculino sub-18 de hóquei no gelo em 2017. Os donos da casa tiveram 12 pontos, contra 11 da Alemanha - a Áustria foi rebaixada para o Grupo B com apenas uma vitória em cinco partidas. A caminhada dos bielorrussos ia até bem, com três vitórias seguidas, mas uma derrota inesperada para os austríacos no penúltimo jogo fez os alemães assumirem a liderança. Na última rodada, Bielorrússia e Alemanha se enfrentaram e o time da casa levou a melhor ao vencer por 5 a 3 e confirmar o favoritismo. 

Grupo B - Divisão 1

O torneio, que vale vaga para o Grupo A, aconteceu em Asiago, na Itália, mas quem fez a festa foi a seleção da Hungria. O país europeu venceu as cinco partidas realizadas e conquistou, com sobras, o título e o acesso nesta temporada. Os húngaros realmente não deram chances para os rivais: 6 a 2 na Coreia do Sul, 6 a 2 na Ucrânia, 7 a 1 na Itália, 4 a 2 no Japão e 5 a 4 na Eslovênia. Os japoneses também tiveram um bom desempenho, terminando com 12 pontos na segunda posição. Já os sul-coreanos perderam todas as partidas e foram rebaixados para a Divisão 2 em 2017. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.