Pela 17ª vez, EUA e Canadá decidem Mundial feminino de hóquei no gelo

Brianna Decker (Andre Ringuette/HHOF-IIHF Images)

Estados Unidos e Canadá fizeram todas as finais das 16 edições anteriores do Mundial feminino de hóquei no Gelo. Neste ano não será diferente. Norte-americanas e canadenses jogam hoje em Kamloops, às 23h30 no horário de Brasília, para definir quem fica com o título desta temporada.

A seleção do Canadá leva a melhor no retrospecto histórico, com dez troféus. Entretanto, a equipe dos EUA vive uma melhor fase nos últimos anos, conquistando seus seis títulos nas últimas oito temporadas. Em 2016, as norte-americanas ainda estão invictas, vencendo inclusive as rivais da decisão na primeira fase. 

A semifinal foi um reflexo da trajetória das finalistas nesta temporada. Os EUA não tiveram dificuldades contra a Rússia e venceram por 9 a 0 com mais um show de Hilary Knight, autora de dois gols e duas assistências. Kelli Stack e Jocelyne Lamoureux-Davidson também fizeram dois gols cada. Brianna Decker, Meghan Duggan e Megan Bozek completaram o placar. 

Já as canadenses fizeram uma partida muito mais equilibrada contra a Finlândia. Com pouco menos de cinco minutos para o fim, o placar estava 3 a 2 para as donas da casa, que só conseguiram abrir vantagem porque as finlandesas utilizaram a tática do "tudo ou nada" e trocaram a goleira por uma jogadora de linha. No fim, 5 a 3 para o Canadá e vaga carimbada para a decisão.

O domingo teve a disputa do quinto lugar e a Suécia venceu a República Tcheca por 4 a 2, conseguindo terminar no Top 5 e classificando-se para os Jogos Olímpicos de 2018. Já a Suíça voltou a vencer o Japão, dessa vez por 4 a 0, e manteve-se na elite do Mundial feminino de Hóquei no Gelo - as japonesas caíram para o Grupo A da Divisão 1 em 2017. 

A final entre EUA e Canadá acontece às 19h30 no horário local (23h30 no horário de Brasília). Antes, às 19h, Finlândia e Rússia se enfrentam para definir quem fica com a medalha de bronze. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.