Brasil faz sua melhor campanha nas duplas do Mundial de Curling

Aline e Marcelo fizeram uma grande campanha no Mundial de 2016 (Divulgação/WCF)

A classificação para a próxima fase ainda não veio e tampouco a vaga olímpica ficou próxima, mas o Brasil se despediu do Mundial de Curling de Duplas Mistas desta temporada de cabeça erguida. Foi, de longe, a melhor participação nacional em uma competição da modalidade. O torneio acontece em Karlstad, na Suécia, e termina no sábado, dia 23 de abril. Nesta quinta-feira, dia 21, acabou a primeira fase. 

A dupla brasileira, composta novamente por Marcelo Mello e Aline Gonçalves, conquistou duas vitórias em seis partidas realizadas - o que permitiu sonhar com a classificação até o penúltimo dia da etapa inicial. Nas outras duas participações anteriores, em 2014 e 2015, o país somou apenas um triunfo em cada ano. Se antes a briga era para fugir das últimas colocações, agora a equipe nacional terminou à frente de onze seleções. 

A evolução foi mostrada logo na primeira partida do Grupo 7. Marcelo e Aline superaram uma partida difícil e conseguiram derrotar o País de Gales por 8 a 7 no end extra. Depois, contra a Estônia, parecia que tudo ia conspirar a favor novamente: logo no primeiro período, os brasileiros fizeram quatro pontos. Mas o sonho durou pouco. A seleção báltica aproveitou os erros do Brasil e venceu por 9 a 5. 

Na terceira rodada, contra a República Tcheca, a vitória também escapou por pouco. O quarto end, por exemplo, mostrava o placar provisório de 5 a 4 para a dupla da CBDG, mas os adversários viraram no último end e venceram por 7 a 6. No quarto jogo, realizado na segunda-feira, dia 18, uma vitória fácil de 14 a 2 sobre o Catar, seleção estreante no Curling. 

Com duas vitórias e duas derrotas, o Brasil ainda possuía chances de classificação, mas precisava vencer Rússia e Escócia, duas seleções fortes e tradicionais no esporte. Contra os russos, uma derrota de 8 a 2 - ainda que o país tenha feito o primeiro ponto da partida. No último jogo, contra os escoceses, Marcelo e Aline perderam por 12 a 2 após equilibrarem os dois primeiros ends (o jogo estava empatado em 1 a 1). 

A campanha deixou a dupla brasileira na quinta posição do Grupo 7. A Rússia, Estônia e Escócia foram as seleções que garantiram a classificação para a próxima fase. Cinco seleções ainda permanecem invictas após a primeira fase: Hungria, Finlândia, Noruega, Canadá e Estados Unidos. 

Os dezesseis times classificados se enfrentam nas oitavas de final nesta sexta-feira - no mesmo dia os vencedores se enfrentam pelas quartas de final. As semifinais e finais serão neste sábado. Após a definição do título, as doze melhores duplas conquistam pontos para o ranking pré-olímpico. Após o Mundial de 2017, as sete melhores seleções conquistam a vaga inédita para os Jogos de Inverno de 2018 em Pyeongchang, na Coreia do Sul. 

PS: após recarregar a bateria durante uma semana de férias, o Brasil Zero Grau está de volta! Nos próximos dias o site irá trazer o resumo da participação brasileira nos últimos dias e as novidades sobre os esportes de inverno!

Marcelo durante partida no Mundial (Divulgação/WCF)

Aline também mostrou evolução no Mundial deste ano (Divulgação/WCF)

Confira os melhores momentos da partida entre Brasil e Estônia: 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.