Suíço e norueguesa conquistam Copa do Mundo de esqui slopestyle

Andri Ragettli comemora título da temporada (Divulgação/FIS)

A sueca Emma Dahlstrom bem que tentou: ela fez sua parte e venceu a última etapa da Copa do Mundo de Esqui Livre Slopestyle em Silvaplana, na Suíça. Porém, a norueguesa Tiril Sjaastad Christiansen conseguiu terminar na sexta posição e conquistou o título da temporada 2015-2016 na modalidade. 

A representante da Noruega terminou a competição com 345 pontos, contra 300 da rival sueca - Lisa Zimmerman, da Alemanha, não competiu na última prova e terminou com 224, abdicando da possibilidade de conquistar o globo de cristal. Na prova realizada na Suíça, Dahlstrom conquistou 82 pontos em sua apresentação, à frente de Giulia Tanno, atleta da casa e medalhista de prata, e da norte-americana Maggie Voisin, bronze. 

Coube ao suíço Andri Ragettli, na disputa masculina, fazer a alegria da torcida local neste fim de semana. Com 91.20 pontos em sua apresentação, ele conquistou a medalha de ouro e, de quebra, terminou com o título da Copa do Mundo de Esqui Livre Slopestyle ao somar 262 pontos. O norueguês Oystein Braaten, terceiro colocado na prova, terminou como vice-líder, apenas 14 pontos atrás - o suíço Fabian Boesch, que não tinha chance de título, ficou com a prata na última prova. 

"Eu realmente queria terminar na liderança hoje, porque eu sabia que teria chance de conquistar o globo de cristal com esta vitória. Foi um pouco inesperado, mas me sinto ótimo. Provavelmente será o melhor dia da minha vida durante muito tempo", comemorou Ragettli.

Com a prova de slopestyle definida, resta apenas a disputa da Copa do Mundo de Esqui Livre Halfpipe. A última etapa acontece entre 9 e 10 de março em Tignes, na França. 

Esqui Cross

Neste sábado aconteceu a disputa da última etapa da Copa do Mundo de Esqui Cross em Arosa, na Suíça. A competição já estava definida, com título da temporada para a sueca Anna Holmlund e o francês Jean Frederic Chapuis.

Holmlund ainda fez questão de se despedir em grande estilo: ela venceu a última prova ao bater a canadense Marielle Thompson, prata, e a francesa Alizee Baron, bronze. No ranking, a sueca terminou com 975 pontos, contra 737 de Thompson. 

Entre os homens, o último ouro foi para o russo Semen Denshchikov, que derrotou o sueco Victor Norberg, segundo colocado, e o canadense Christopher Delbosco, terceiro. No ranking final da Copa do Mundo de Esqui Cross, Chapuis terminou com 694 pontos, contra 554 de Delbosco. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.