Jaqueline Mourão encerra Ski Tour Canada com resultado histórico

Jaqueline Mourão (Ulysse Ramsay)

A brasileira Jaqueline Mourão se despediu do Ski Tour Canada em grande estilo. Na sexta-feira, dia 11 de março, ela conquistou o melhor resultado do país em uma etapa da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country. O feito foi obtido nos 10km em técnica livre na cidade canadense de Canmore. 

A atleta do Brasil ficou na 51ª posição com o tempo de 28min01seg7 e incríveis 160.90 pontos FIS - muito abaixo dos 200 pontos em uma etapa da Copa do Mundo! A vitória ficou com a norueguesa Ingvild Oestberg, que completou o percurso em 23min20seg1 - Heidi Weng, também da Noruega, ficou na segunda posição e a finlandesa Krista Parmakoski completou o pódio. 

Mesmo com esse desempenho fantástico, Jaqueline não conseguiu a classificação para a oitava e última prova do Ski Tour Canada. Ela não conseguiu ficar dentro da nota de corte de 23% da competição. "Despedida de cabeça erguida, depois de atingir o melhor resultado de um brasileiro em Copas do Mundo na prova de hoje e certa de que foi um excelente aprendizado e experiência", escreveu Jaque em sua página no Facebook. (Atualização: na última prova, o corte foi mais rigoroso, com 18% no tempo)

Ela ficou de fora da prova dos 10km de perseguição em técnica clássica, realizada neste sábado, também em Canmore. A norueguesa Therese Johaug venceu com 34min12seg4, pouco mais de um minuto à frente de sua compatriota Heidi Weng - Ingvild Oestberg completou o pódio.

Essa diferença na última prova foi o suficiente para Johaug conquistar o Ski Tour Canada e, de quebra, confirmar o título da Copa do Mundo de Cross-Country desta temporada. Ela atingiu 2681 pontos, enquanto Oestberg terminou com 2302. Foi o segundo título da norueguesa, que já havia conquistado o globo de cristal em 2014. 

Entre os homens, o finlandês Matti Heikkinen venceu nos 15km em técnica livre com 35min16seg3, à frente do russo Evgeniy Belov, prata, e do sueco Marcus Hellner, bronze. Entretanto, o grande vencedor foi o norueguês Martin Sundby. Com 47min24eg1, ele venceu os 15km de perseguição em técnica clássica, deixando o russo Sergey Ustiugov em segundo e o norueguês Peter Northug Jr em terceiro. 

Assim, da mesma forma que Johaug, Sundby não só conquistou o Ski Tour Canada como também foi o campeão da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country com 2634 pontos - Peter Northug Jr foi o vice-campeão da temporada com 1602. Este é o terceiro globo de cristal consecutivo do norueguês no cross-country. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.