Jaqueline Mourão avança na Copa do Mundo de esqui cross-country

Jaqueline Mourão no Ski Tour Canada (Reprodução)

Entre terça e quarta-feira, a brasileira Jaqueline Mourão competiu em mais duas provas do Ski Tour Canada, evento que fecha a temporada da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country. As provas aconteceram em Canmore e a atleta conseguiu dois importantes resultados. 

Na primeira prova, um sprint em técnica clássica, Jaqueline terminou na 62ª e última colocação na corrida classificatória, com o tempo de 4min33seg50 e 280.98 pontos FIS - mais uma vez abaixo dos 300 pontos em uma etapa da Copa do Mundo! De quebra, ela se manteve dentro do limite estabelecido pela FIS para participar da próxima disputa. 

"O dia, na verdade a madrugada, começou assim: meus dois pequenos com muita febre e chorando, a cada hora tentava consolar um, a disputa de uma etapa da Copa do Mundo na manhã, em que corria grande risco de eliminação, e acabou com mais uma classificação para amanhã!", comemorou a brasileira em sua página no Facebook.

Na disputa das baterias do sprint, o pódio feminino foi dominado pela Noruega: Maiken Falla levou o ouro, com Astrid Jacobsen com a prata e Ingvild Oestberg com o bronze. Entre os homens, o título foi do italiano Federico Pellegrini, deixando Eirik Brandsdal na segunda posição e o francês Maurice Manificat em terceiro. 

Com a vaga garantida, na quarta-feira a representante da CBDN encarou a prova de Skiatlo 15km, categoria que combina 7,5km em técnica livre e outros 7,5km na modalidade clássica. Mesmo pouco acostumada com este tipo de prova, Jaqueline Mourão foi a 53ª, com 48min11seg8 e 300.34 pontos FIS. Foi a primeira vez que um brasileiro terminou esta prova em uma etapa da Copa do Mundo!

"Foi de longe a melhor performance da Jaque no clássico. É a primeira vez que terminamos um skiatlo em Copa do Mundo e feliz que, apesar de todos os desafios de nossa vida pessoal, conseguimos colher estas alegrias", comentou Guido Visser, técnico e marido da brasileira ao Brasil Zero Grau. 

Mais uma vez o pódio feminino foi dominado pelas norueguesas. Heidi Weng venceu com 39min41seg0, com Therese Johaug na segunda posição e Astrid Jacobsen na terceira colocação. No masculino, Martin Sundby venceu o skiatlo 30km com o tempo de 1h16min29seg7 - o russo Sergey Ustiugov foi prata e Matti Heikkinen, da Finlândia, completou o pódio. 

Se levarmos apenas a disputa do Ski Tour Canada, Heidi Weng lidera entre as mulheres com 1h43min06seg5, apenas dois segundos de vantagem sobre Johaug. Já Sergey Ustiugov é o primeiro no masculino com 2h42min52seg4, com uma vantagem de 47 segundos sobre o norueguês Peter Northug Jr. 

No ranking da Copa do Mundo de Cross-Country, Martin Sundby já pode ser apontado como o campeão geral entre os homens. Com 2157 pontos, ele não pode mais ser alcançado pelos principais rivais - mesmo que um deles vença o Ski Tour Canada e ganhe 400 pontos de premiação. Entre as mulheres, a situação segue indefinida. Therese Johaug tem 2201 pontos, contra 2001 de Ingvild Oestberg e 1800 de Maiken Falla. As duas podem ultrapassá-la caso conquistem o Ski Tour. 

As duas últimas etapas de esqui cross-country da temporada acontece nesta sexta e sábado novamente em Canmore. Os atletas participam de duas provas de distance: 10 e 15km em técnica livre e, posteriormente, 10 e 15km de perseguição em técnica clássica. A brasileira Jaqueline Mourão estará presente neste último fim de semana!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.