Copa do Mundo encerra temporada da patinação de velocidade

Brittany Bowe conquista o título entre as mulheres (ISU)

Após a realização dos Mundiais simples, sprint e allround, a temporada da patinação de velocidade chegou ao fim com a última etapa da Copa do Mundo neste fim de semana. A competição foi realizada entre os dias 11 e 13 de março em Heerenveen, na Holanda - um dos principais países da modalidade. 

Brittany Bowe, dos Estados Unidos, e Kjeld Nuis, da Holanda, foram os grandes campeões da temporada. A norte-americana obteve 1660 pontos no feminino, ficando à frente de sua compatriota Heather Richardson. Já o holandês conseguiu 1076 pontos e teve uma disputa acirrada contra Bart Swings, da Bélgica (vice-líder com 1014). 

Nesta última etapa, Brittany Bowe foi dominante e conquistou nada menos do que quatro medalhas douradas. Ela venceu as duas provas de 500 metros: a primeira com 37seg84 e a segunda com 37seg64. Depois, foi a mais rápida nos 1000 metros com 1min14seg22 e, por fim, conquistou sua quarta vitória nos 1500 metros com o tempo de 1min54seg34. 

Na disputa dos 3 mil metros feminino o ouro ficou com a russa Natalya Voronina, que completou o percurso em 4min08seg15. Na prova de largada coletiva, a holandesa Irene Schouten venceu com 8min16seg33. Já nas provas por equipe, a China venceu o sprint com 1min28seg98 e o Japão conquistou o ouro na perseguição com 2min58seg06. 

Kjeld Nuis leva a melhor entre os homens (ISU)
Entre os homens, a disputa foi polarizada entre a Rússia e a Holanda. Sem Pavel Kulizhnikov, pego no antidoping com a substância meldonium, a equipe russa venceu uma prova dos 500 metros com Ruslan Murashov (34seg96) e os 1500 metros com Denis Yuskov (1min45seg39). 

Os holandeses conquistaram três ouros: Ronald Mulder foi o mais rápido na segunda prova dos 500 metros, com 34seg81; Kjeld Nuis venceu os 1000 metros com 1min08seg94; e Sven Kramer conquistou o título nos 5 mil metros com 6min11seg44. Na largada coletiva, Bart Swings foi o campeão com 8min06seg55. Por fim, a Holanda ainda venceu a prova de sprint por equipe com 1min20seg40 e a disputa de perseguição, com 3min42seg28. 

A temporada chegou ao fim, mas a patinação de velocidade ainda vai ter muito trabalho nos bastidores pelas próximas semanas. Uma de suas estrelas, o russo Pavel Kulizhnikov, foi pego no antidoping com o uso do meldonium, substância proibida desde janeiro. Como se vê, a temporada 2015/2016 ainda não acabou. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.