Michela Moioli assume liderança na Copa do Mundo de Snowboardcross

Copa do Mundo de snowboardcross na Coreia do Sul (FIS/Buchholz)

Mesmo com dois anos para a realização dos Jogos de Inverno, a cidade sul-coreana de Pyeongchang já começa a receber os primeiros eventos-testes de suas praças esportivas. Neste fim de semana, por exemplo, foi a vez dos atletas da Copa do Mundo de Snowboard testarem a nova pista.

Porém, o clima não ajudou tanto. Fortes ventos atrapalharam a corrida de qualificação entre as mulheres. Algumas atletas começaram a descer, incluindo a brasileira Isabel Clark, mas a organização da prova resolveu suspender a tomada de tempo, classificando todas para as baterias decisivas neste sábado. 

O título da etapa ficou com a francesa Chloe Trespeuch, 22 anos, e que conquistou sua primeira vitória no circuito internacional. Porém, quem comemorou mesmo foi a italiana Michela Moioli, segunda colocada. Com a pontuação obtida, ela superou a tcheca Eva Samkova, terceira em Pyeongchang, no ranking da temporada. Agora, Moioli possui 3200 pontos, apenas 40 a mais do que Samkova - Trespeuch já é a terceira, com 2940. 

Entre os homens, o ouro ficou com o norte-americano Nate Holland, que superou o francês Pierre Vaultier, prata, e seu compatriota Nick Baumgartner, bronze. Porém, no ranking da Copa do Mundo de Snowboardcross, a liderança segue tranquila com Vaultier. O atleta da França chegou aos 3780 pontos, mais de mil à frente do russo Nikolay Olyunin, vice-líder da temporada. 

A penúltima etapa da competição acontece em Veysonnaz, na Suíça, entre os dias 4 e 6 de março. A decisão da Copa do Mundo de snowboardcross será em Baqueira Beret, na Espanha, nos dias 19 e 20 do mesmo mês.

Isabel Clark

A brasileira Isabel Clark explicou em sua página no Facebook o motivo pelo qual não participou da corrida decisiva em Pyeongchang neste sábado. Confira o relato da brasileira:

"Ontem, depois de ter sido jogada pelo vento no plano, cancelaram a classificação e as baterias foram armadas pelo ranking. Tarde demais para mim, pois já tinha caído e hoje optei por não correr as finais, pois estou com o tornozelo dolorido e se fosse competir desta maneira, estaria me colocando em grande risco".

Confira o vídeo do treinamento de Isabel Clark para conferir a pista de Pyeongchang para os Jogos Olímpicos de Inverno em 2018:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.