Equipe brasileira de cross-country participa de provas na Europa e Canadá

Leandro Lutz sobe ao pódio em sua faixa etária (Reprodução/Facebook)

A equipe brasileira de esqui cross-country teve agenda cheia neste último fim de semana. Onze atletas participaram de provas FIS em três países diferentes, conquistando ótimos resultados para o ranking. Grande parte do time (oito competidores) esteve em Saafelden, na Áustria. 

Na disputa feminina, Bruna Moura foi a única representante brasileira na competição austríaca. Nos 5km em técnica clássica, ela ficou na 38ª posição, com 16min46seg1 e 338.26 pontos FIS - a vitória foi de Teresa Stadlober, da Áustria, com 12min16seg7. Depois, na prova de 5km perseguição em técnica livre, Bruna foi a 36ª com 31min54seg2 e 424 pontos FIS - Stadlober venceu novamente com o tempo de 24min11seg9.

Entre os homens, o Brasil esteve representado por seis atletas. Nos 10km em técnica clássica, Victor Santos foi o melhor brasileiro ao terminar na 42ª posição, com 28min51seg1 e 255.69 pontos FIS. Altair Firmino foi o 45º, com 29min32seg0 e 279.64 pontos, e Leandro Lutz ficou em 46º, com 29min43seg7 e 286.49 pontos FIS. Na sequência aparecem Vitor Melo, 48º com 31min04seg7 (333.91 pontos), Paulo Santos, 49º e 32min05seg9 (369.75 pontos), e Lucas Martins, 50º com 33min16seg7 e 411.20. O cazaque Sergey Malyshev venceu com 22min46seg3. 

Depois, nos 10km perseguição em técnica livre, Victor Santos novamente foi o melhor brasileiro, ao terminar na 42ª posição, com 57min21seg3 e 373.24 pontos FIS. Altair Firmino aparece na sequência, em 43º (57min45seg7 e 384.10 pontos). Leandro Lutz foi o 46º (1h00min27seg6 e 456.16), Paulo Santos o 47º (1h01min58seg8 e 496.75), Vitor Melo em 48º (1h02min12seg2 e 502.71) e Lucas Martins em 49º (1h05min10seg8 e 582.20). Malyshev venceu novamente, com 44min56seg2. 

Além da equipe adulta, Rhaick Bomfim competiu em duas provas juvenis de 6km em Saafelden. Em ambas, a jovem promessa brasileira conseguiu ficar no Top 10 da competição. Primeiro, ele foi o 10º, com 16min49seg0, pouco mais de um minuto atrás do austríaco Jan Bader, vencedor da corrida. Depois, no domingo, Rhaick foi o oitavo, com 33min20seg6 e um minuto e meio atrás de Matthias Vacek, primeiro colocado. 

Na Bósnia

Mirlene ganha relíquia na Bósnia (Reprodução/Facebook)
Enquanto grande parte da equipe brasileira estava na Áustria, Mirlene Picin e Leila Mostaço encararam duas corridas de 5km em técnica livre em Dvorista-Pale, na Bósnia. No sábado, Mirlene ficou na nona colocação, com 18min31seg1 e 255.91 pontos FIS. Já Leila ficou na 12ª posição, com 21min24seg5 e 400.59 pontos. No total, 13 atletas cruzaram a linha de chegada e a vencedora foi Tanja Karisik, da Bósnia, com 15min58seg8. 

Depois, no domingo, Mirlene ficou na 10ª colocação, com 19min13seg0 e 276.63 pontos FIS, enquanto que Leila foi a 14ª, com 20min53seg4 e 359.16 pontos FIS - a vencedora, mais uma vez, foi Karisik, com 16min13seg2. 

No Canadá

Por fim, Jaqueline Mourão competiu na prova de 5km em técnica clássica em Mont Saint Anne, no Canadá (país onde mora com a família). Vivendo grande fase em sua carreira, a brasileira mais uma vez conquistou um bom resultado nesta temporada. Jaqueline ficou na 10ª posição dentre as 26 que completaram o percurso, com o tempo de 16min19seg9 e 171.61 pontos FIS. A vitória foi da canadense Cedrine Browne, com 14min37seg3. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.