Esquiadores brasileiros competem na Europa e nos EUA

Tobias Macedo, da equipe brasileira de esqui alpino (Divulgação/CBDN)

A equipe brasileira de esqui alpino participou em peso de provas da modalidade nesta última semana. Michel Macedo e Tobias Macedo, nos EUA, Guilherme Grahn, na Suécia, e Nathan Alborghetti, na Áustria, buscaram somar pontos para o ranking e melhorar seus desempenhos na modalidade.

Michel Macedo competiu em três provas de slalom gigante em Aspen, entre 6 e 7 de janeiro. Na primeira, o brasileiro ficou na 37ª posição, com 2min31seg77 e 86.68 pontos FIS. Ao todo, 68 atletas completaram as duas descidas e o vencedor foi o norte-americano Nicholas Mitchell, com 2min23seg95.

Na segunda prova, realizada ainda no dia 6, Michel não completou a primeira descida e ficou de fora da classificação - Mitchell venceu novamente, com 2min25seg24. Já no dia 7, Michel ficou na 33ª posição, com 2min27seg56 e 94.70 pontos FIS. Nicholas Mitchell levou o terceiro ouro ao marcar 2min18seg38. 

Seu irmão mais velho, Tobias, conseguiu o melhor resultado da sua carreira na prova de slalom em Spirit Mountain realizada no sábado. O brasileiro ficou na 26ª posição com o tempo de 1min52seg45 e 102.02 pontos FIS - 83 atletas completaram a prova e a vitória foi do canadense Northrop Johnston, com 1min44seg61.

No domingo, Tobias Macedo participou de mais uma corrida de slalom, mas não teve tanta sorte: acabou abandonando na segunda descida e ficou de fora da classificação final. O triunfo foi do australiano Louis Muhlen, com 1min35seg82.


Na Europa

Caçula da equipe brasileira - e totalmente recuperado da lesão nas costas - Nathan Alborghetti participou de suas primeiras provas na temporada do hemisfério norte. O jovem esteve presente em Turnau, na Áustria, para duas corridas de slalom no sábado e domingo. 

Na primeira disputa, Nathan ficou na 98ª posição, com o tempo combinado de 1min51seg68 e 120.91 pontos FIS - o melhor desempenho de sua curta carreira. No total, 111 competidores completaram as duas descidas e o austríaco Cristof Gruber venceu com 1min39seg08. 

No domingo, o jovem brasileiro não completou a segunda descida e ficou de fora da classificação final. Noventa e quatro atletas participaram das duas partes da prova e o vencedor foi o sérvio Marko Vukicevic, com 1min28seg76. 

Por fim, Guilherme Grahn esteve em Are, na Suécia, mas não teve um bom desempenho. No dia 7 de janeiro, em uma prova de slalom gigante, o brasileiro ficou na 41ª posição, com 2min20seg43 e 128.28 pontos FIS - muito acima da sua média. A vitória foi do sueco Dan Axel Grahn com 2min06seg03. 

No dia seguinte, novamente no slalom gigante, Guilherme melhorou um pouco o seu desempenho. Ele foi o 18º, com 2min06seg00 e 62.18 pontos FIS. O sueco Ludwig Cassman foi o vencedor, com 2min00seg57.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.