Skeleton brasileiro inicia última classificatória olímpica

Marley, Laura, Jéssica e Robert buscam classificação olímpica (Divulgação/CBDG)

A partir das 9h no horário local (6h no horário de Brasília), o time júnior de skeleton do Brasil inicia a última classificatória para os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno. O lugar para isso não poderia ser mais propício: a cidade norueguesa de Lillehammer, sede das Olimpíadas daqui dois meses. 

Robert Barbosa, no masculino, e Laura Nascimento, no feminino, são os representantes do país nesta disputa. Savannah Fracasso, que também buscava a vaga entre as mulheres, machucou seu tornozelo durante um treino e está fora da disputa, infelizmente - apesar de ainda estar bem cotada no ranking pré-olímpico. 

É de Laura o melhor desempenho até o momento. Ela ocupa a oitava posição do ranking mundial, com 233 pontos. Os 20 melhores atletas conquistam a vaga para os Jogos Olímpicos e há um limite de quatro competidores por país. Na mesma categoria, Savannah é a 11ª, com 200 pontos - Alexandra Elena Christina Vicol, da Romênia, é a líder com 380. 

Entre os homens, a situação é semelhante. Robert é o 16º e está inserido no grupo que conseguirá a vaga independente das realocações. Entretanto, para evitar sustos, é essencial que ele consiga somar pontos nas duas provas na pista norueguesa para não ter que contar com a sorte.

As mulheres abrem a disputa do skeleton a partir das 6h desta quarta-feira (sempre no horário brasileiro de verão). Às 11h é a vez dos homens competirem na modalidade. Depois, na quinta-feira, acontecem as últimas descidas às 5h30. 

Monobob na disputa

Além do skeleton, o monobob brasileiro também pode confirmar duas vagas nesta semana. Marley Linhares e Jéssica Victória conquistaram resultados importantes nas outras duas etapas e podem encaminhar a classificação para os Jogos da Juventude de Inverno. 

Com duas medalhas de bronze em quatro provas, Marley é o quarto colocado do ranking com 364 pontos - George Johnston, do Reino Unido, é o líder com 436. Entre as mulheres, Jéssica Victória também ocupa a quarta posição, com 338 pontos. A britânica Kelsea Purchall ocupa a primeira posição provisória com 452. 

Ao contrário do skeleton, apenas 16 vagas são concedidas para o monobob em cada um dos gêneros, com um limite de três representantes por país. Se os jovens do Brasil repetirem os últimos desempenhos, têm tudo para confirmarem a classificação antecipada - a modalidade ainda terá mais uma etapa classificatória no dia 9 de janeiro de 2016, em St. Moritz na Suíça. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.