Esqui Aerials brasileiro encerra preparação nos EUA

Preparação esqui aerials Brasil
Treinamento de esqui aerials do Brasil nos EUA (Divulgação/CBDN)

Somando o período na América do Sul, foram mais de dois meses de preparação para a equipe brasileira de esqui aerials nesta pré-temporada. Entretanto, nesta semana, os atletas encerraram as avaliações físicas e técnicas em Park City, nos Estados Unidos, após muito trabalho na cidade norte-americana. 

O técnico Ryan Snow focou nos saltos em rampas artificiais e nas acrobacias, já de olho para a temporada de inverno que começa a partir de novembro. Além de Josi Santos, a mais experiente do grupo, a novata Mariah Soares voltou a participar dos treinos após se recuperar de uma lesão no joelho - ela foi escolhida na seletiva de 2014, após os Jogos de Sochi, mas uma contusão a impediu de estrear no último ano. 

"Foi tudo muito bem. É ótimo ter Mariah de volta. Ela está saltando muito bem e a Josi também tem evoluído bastante", comentou Ryan Snow, técnico da equipe brasileira, ao site da CBDN. 

As duas são as atletas que estão em um estágio mais avançado no esqui aerials brasileiro. Neste ano, a CBDN também selecionou Juliana Rabelo, Adrian Gomes e Felipe Pardinho, mas os três passarão por um período de adaptação nesta temporada antes de começarem a competir na neve. 

"O local [Park City] é ótimo. Tem tudo o que precisamos e um pouco mais. O que mais me chama a atenção foi a estrutura das rampas e piscina. A cada dia eu entendo mais o meu corpo sobre a rampa. É incrível essa sensibilidade de adaptação", comemorou Mariah. 

De volta ao Brasil, a delegação brasileira de esqui aerials fará mais dois training camps em São Roque, no interior paulista. O local abriga o CT freestyle da entidade, com uma estrutura completa para o treinamento de acrobacias. Em novembro, o time embarca para Ruka, na Finlândia, e depois retornam para Park City, onde participam de treinamentos e competições. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.