Seleção brasileira disputa Mundial FIRS de Hóquei Inline

Brasil, de amarelo, contra Macau (Divulgação/worldinlinehockey.org)

O hóquei brasileiro mal teve tempo de comemorar a fantástica medalha de bronze conquistada no Pan-americano de hóquei no gelo, no México, e já encara outro desafio importante para a modalidade: o Mundial de Hóquei Inline, em Rosário, na Argentina. 

O evento começou na última terça-feira, dia 16, e termina no próximo dia 21, com jogos diários. No total, são 15 seleções divididas em quatro grupos. Os campeões de cada grupo e os segundos e terceiros colocados das chaves A e B avançam para as quartas de final e continuam na briga pelo título. 

Infelizmente, porém, não foi o caso do time brasileiro. Presente no Grupo D, a seleção venceu o Chile por 9 a 0 e Macau por 19 a 0, mas perdeu para os argentinos por 3 a 2 em uma partida muito disputada nesta quinta-feira à noite. Assim, o time briga para terminar, pelo menos na nona colocação e fugir das últimas posições. 

O primeiro passo para isso será nesta sexta-feira, contra a Índia - a seleção asiática perdeu os dois jogos que fez e não marcou um gol sequer até o momento. Se passar, enfrenta o vencedor entre Macau e Colômbia (com amplo favoritismo para os latino-americanos). Caso vença novamente, disputa a nona posição; porém, uma derrota jogará para a disputa da 11ª colocação. 

Independentemente da sequência no Mundial de Hóquei Inline, os jogadores e adeptos da modalidade no Brasil sabem que esta temporada já está na história e tem tudo para ser um divisor de água na evolução do esporte. A campanha na Argentina vai apenas comprovar esse crescimento! 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.