Suécia conquista o título mundial no Curling

Niklas Edin comemora o título mundial (Divulgação/WCF)

A arrancada da Suécia no Mundial de Curling masculino deste ano, em Halifax, no Canadá, foi coroada em grande estilo neste domingo. O país derrotou a Noruega na decisão por 9 a 5 e conquistou o título da temporada. De quebra, ainda se vingou dos rivais na derrota da final do Mundial de 2014. 

A última partida mostrou todo o talento de Niklas Edin, o skip sueco, e o restante da equipe. Mesmo com a desvantagem do martelo no primeiro end, eles conseguiram simplesmente roubar três pedras e começar com 3 a 0 no placar!

A Noruega, com Thomas Ulsrud, até esboçou uma reação, empatando em 3 a 3 após o terceiro end, mas foi o único momento em que conseguiram jogar de verdade. A Suécia voltou a fazer três pontos no quinto e no sétimo end, abrindo a boa vantagem de 9 a 4 no início do penúltimo período. Sem chance de tirar a enorme diferença no placar, o skip norueguês encontrou uma forma criativa de encerrar a partida e confirmar o título dos rivais. 

O placar elástico em cima de um rival tradicional é importante, mas não é o principal de destaque da campanha dos campeões nesta temporada. Após um início vacilante, o time de Niklas Edin conseguiu uma arrancada na parte final da primeira fase e garantiu a terceira posição. Depois, venceu o playoff contra a Finlândia e eliminou os favoritos canadenses na semifinal, frustrando a torcida que lotou o ginásio. 

De quebra, confirma a boa fase vivido pelos representantes suecos nos últimos anos. O país escandinavo conquistou o título mundial em 2013 e 2015, foi vice em 2014 e ainda levou o bronze olímpico em Sochi-2014 - a primeira medalha desde que o Curling retornou às Olimpíadas de Inverno em 1998. 

Um pouco antes, o Canadá confirmou o favoritismo e venceu a Finlândia por 8 a 4 na decisão do terceiro lugar. O bronze não era o final feliz esperado pelos torcedores, mas pelo menos garante o pódio. 

O Mundial masculino chegou ao fim, mas a temporada ainda segue. Ainda em abril teremos a disputa das Duplas Mistas. Pelo segundo ano consecutivo o Brasil estará presente na competição com os atletas Marcelo Mello e Aline Gonçalves. 

Veja os melhores momentos da final entre Noruega e Suécia, inclusive com o inesperado último lance!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.