Reta final de temporada no esqui alpino

Jhonatan Longhi na prova em Sochi (Divulgação)

Os principais campeonatos de esportes de inverno já terminaram, mas algumas provas regionais ainda acontecem nos alpes e montanhas da Europa. Tanto que a equipe brasileira de esqui alpino se prepara para disputar suas últimas provas nos próximos dias. 

A novidade, porém, é o atleta responsável por fechar a participação do país nesta temporada. Jhonatan Longhi, que flertou com a aposentadoria após os Jogos Olímpicos de Sochi, participará de três corridas de slalom na Itália, local onde vive com a família. No dia 12 ele compete em Cortina-Faloria e nos dias 15 e 16 em Abetone. 

Atleta mais experiente da equipe brasileira de esqui alpino, com participação nos Jogos Olímpicos de 2010 e 2014, Jhonatan se ausentou das competições para dar espaço à nova geração que está chegando agora à categoria adulta. Guilherme Grahn, Michel Macedo e Nathan Alborghetti colecionaram feitos nos últimos meses e despontam pela vaga olímpica em 2018. 

Por isso mesmo que ele cogita se aposentar e ajudá-los em outra área. Em maio do ano passado, Jhonatan Longhi confidenciou ao Brasil Zero Grau que desejaria ser técnico da equipe brasileira. Com certificação nível 2, ele já poderia assumir o comando de um time nacional. Entretanto, ainda segue competindo até aparecer o momento adequado para isso. 

Além dele, Stefano Arnhold ainda compete em duas provas Master entre os dias 10 e 11 de abril, mas o foco já está na próxima temporada. Nesta quarta-feira, dia 8, acontece a seletiva de esqui aerials no NAR (Núcleo de Alto Rendimento), em São Paulo. Depois, no dia 14, temos a apresentação dos business plans da entidade até os Jogos de 2026. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.