Snowboard encerra temporada mais curta

A temporada pós-olímpica das Copas do Mundo de snowboard foi prejudicada pela instabilidade climática na Europa. O clima mais quente do que o esperado para o inverno do hemisfério norte fez algumas provas serem canceladas. Mesmo assim, as poucas que foram realizadas tiveram o seu final na última semana, com a definição dos campeões da temporada. Confira os resultados: 

Snowboardcross

Nelly Loccoz e Lucas Eguibar (Mario Sobrino)

O inverno mais quente da Europa nas últimas décadas prejudicou o calendário da Copa do Mundo de snowboardcross. A modalidade realizou as únicas duas etapas entre os dias 13 e 21 de março nas cidades de Veysonnaz, na Suíça, e La Molina, Espanha. Por conta disso, a disputa foi esvaziada, sem algumas das principais atletas da atualidade. 

Mesmo curta, a competição premiou a regularidade. A veterana francesa Nelly Loccoz não venceu nenhuma das quatro provas realizadas entre as mulheres, mas foi a campeã geral com 2400 pontos. Isso porque ela ficou entre as quatro primeiras em todas as etapas. 

A italiana Micheli Moioli venceu duas corridas, mas foi apenas a terceira no ranking com 1900. A canadense Dominique Maltais conquistou um ouro e também somou 1900 pontos, terminando na segunda posição nos critérios de desempate. A francesa Charlotte Bankes levou o último ouro da temporada. 

Entre os homens, o espanhol Lucas Eguibar levou o globo com 2090 pontos, também beneficiado pela regularidade. Ele venceu a primeira descida e conquistou dois pódios nas outras etapas para assegurar o título da temporada. A segunda colocação no ranking foi do australiano Alex Pullin, que também levou um ouro. O russo Nikolay Olyunin e o canadense Christopher Robanske também subiram no lugar mais alto do pódio. 

Paralelo

Julie Zogg na prova que garantiu o título geral (Oliver Kraus)

A última etapa da Copa do Mundo de Snowboard paralelo aconteceu na cidade alemã de Winterberg e foi da categoria slalom. A norueguesa Hilde-Katrine Engeli e o italiano Roland Fischnaller venceram as últimas descidas, mas não interferiram no ranking geral da competição.

A suíça Julie Zogg foi a grande campeã geral entre as mulheres ao somar 4740 pontos, trezentos a mais do que a austríaca Marion Kreiner. O resultado da jovem foi obtido graças ao desempenho nas provas de slalom, onde ela também foi a líder da classificação - Kreiner foi soberana no slalom gigante. 

No masculino, o esloveno Zan Kosir teve 6250 pontos, mais de 1500 a mais do que Fischnaller, o segundo colocado. Ele foi soberano, sendo o melhor atleta da temporada tanto nas provas de slalom quanto no slalom gigante. 

Freestyle

A Copa do Mundo de Snowboard Freestyle chegou ao fim com a etapa de slopestyle em Spindleruv Mlyn, na República Tcheca. Em uma temporada histórica, em que as mulheres puderam competir no Big Air pela primeira vez, a holandesa Cheryl Maas roubou a cena. 

Dominante em toda a temporada, a competidora voltou a vencer na última prova no slopestyle ao fazer 88.50 pontos na sua apresentação. Dessa forma, ela ratificou o título geral com 4600 pontos, mais de dois mil de diferença para a eslovaca Klaudia Medlova, segunda colocada. De quebra, Maas ainda levou o troféu no slopestyle e Big Air - a norte-americana Kelly Clark ficou na primeira posição do halfpipe. 

Entre os homens, o suíço Lucien Koch venceu a última apresentação, mas foi o medalhista de prata que comemorou. O finlandês Janne Korpi garantiu a primeira colocação geral na Copa do Mundo de snowboard freestyle 2940 pontos, contra 1820 do seu compatriota Petja Piroinen. Ele também foi o melhor no slopestyle, enquanto que o belga Seppe Smits ficou em primeiro no Big Air e o chinês Yiwei Zhang no halfpipe. 

Os vencedores do Slopestyle (Local OC)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.