Sem surpresas no Mundial feminino de Hóquei no Gelo

Anna Borgqvist faz um dos gols da Suécia (François Laplante/HHOF-IIHF Images)

Um dia da caça e outro do caçador. Só o esporte pode levar esse velho ditado ao seu limite todos os dias. Veja o que aconteceu no Mundial de Hóquei no gelo feminino, por exemplo. Sensação nas duas primeiras rodadas, a seleção japonesa disse adeus ao playoff nesta terça-feira, na última partida da primeira fase. 

Isso porque o Japão não conseguiu segurar o forte time da Suíça e perdeu por 3 a 0 - se a partida fosse para o overtime a vaga era da equipe asiática. O resultado, aliado à vitória da Suécia de 4 a 0 sobre a Alemanha, lanterna do Grupo B, fez a seleção ficar na terceira posição, com cinco pontos. Agora, as alemãs e japonesas se enfrentam em uma melhor de três partidas para definir quem será rebaixada. 

A liderança da chave foi da Suécia, com sete pontos. Agora, as donas da casa enfrentam a Rússia nesta quarta-feira por uma das vagas na semifinal - as russas terminaram na última colocação do Grupo A após serem goleadas pelos EUA por 9 a 2 nesta terça-feira. 

A Suíça, segunda colocada do Grupo B e bronze nos Jogos Olímpicos, busca avançar para a semifinal contra a Finlândia - as finlandesas terminaram na terceira posição da outra chave ao perderem para o Canadá por 6 a 2. Dessa forma, as canadenses e norte-americanas já estão garantidas na próxima fase e apenas aguardam suas rivais. 

Uma pena ver a eliminação japonesa. Mesmo sem qualquer tradição no hóquei no gelo a jovem equipe surpreendeu e chegou a ameaçar o favoritismo de Suécia e Suíça, por exemplo. A tendência, agora, é caminhar para mais uma final entre Canadá e EUA no Mundial de Hóquei no Gelo. Os dois países fizeram a decisão nas 15 edições anteriores do campeonato. 

Jogadoras do Canadá comemoram vaga direta (Andre Ringuette/HHOF-IIHF Images)

Confira um relato sobre a partida entre Suíça e Japão nesta terça-feira:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.