Mundial Hóquei Feminino - Dia 1

EUA e Canadá em ação (Andre Ringuette - HHOF-IIHF Images)

Após quase dois anos de espera, o Mundial de Hóquei no gelo feminino volta a ser disputado e organizado pela IIHF. O local escolhido foi Malmö, na Suécia, e as quatro primeiras partidas com as oito seleções participantes aconteceram na tarde deste sábado. 

O principal destaque do primeiro dia de disputa ficou para o confronto entre Canadá e EUA. Os dois países da América do Norte vêm polarizando a modalidade nos últimos anos. No último Mundial, em 2013, as norte-americanas conquistaram o título em cima das canadenses. Entretanto, o troco veio em 2014 na final dos Jogos Olímpicos de Sochi.

Nesta temporada, no rink sueco, melhor para os EUA, que conseguiram vencer as rivais por 4 a 2. Jocelyne Lamoureux, Hilary Knight, Kacey Bellamy e Kendall Coyne fizeram os gols norte americanos - Jeniffer Wakefield e Brianne Jenner descontaram para as canadenses. 

A vitória já coloca a seleção na liderança do Grupo A com três pontos. A segunda colocação após a primeira rodada é da Finlândia, que derrotou a Rússia por 3 a 2 no overtime e tem dois pontos. A seleção russa conseguiu um ponto e ocupa a terceira colocação. 

No Grupo B, a Suíça, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sochi, começou o Mundial de Hóquei no gelo feminino disposto a confirmar a boa fase. O país não teve conhecimento da Alemanha e venceu por 5 a 2 (o placar mais elástico da primeira rodada). O grande nome da partida foi a suíça Stefanie Marty, com dois gols e uma assistência. Julia Marty, sua irmã, Lara Stalder e Phoebe Stanz completaram o placar - Anna-Maria Fiegert e Andrea Lanzl descontaram. 

A segunda posição da chave é do Japão, que simplesmente derrotou a equipe da casa por 4 a 3 no overtime e chegou aos dois pontos, deixando a Suécia com apenas um. 

O regulamento do Mundial de Hóquei no Gelo é um pouco confuso. Os dois primeiros colocados do Grupo A, com os times mais fortes, avançam para a semifinal direto. O terceiro colocado da chave pega o segundo colocado do B, enquanto que o quarto colocado do A enfrenta o líder do outro grupo. Quem vencer estes confrontos também está na semifinal. Os dois piores times do Grupo B fazem um confronto eliminatório em três partidas para definir quem cai para a Divisão 1 em 2016. 

Neste domingo temos a segunda rodada da primeira fase da competição. Pelo Grupo A, o Canadá busca a recuperação contra a Rússia enquanto os EUA buscam manter a liderança contra as finlandesas. Pelo Grupo B, a Suíça enfrenta a Suécia e o Japão pega a Alemanha. 

Stefanie Marty contra a goleira alemã (François Laplante - HHOF-IIHF Images)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.