Fim de temporada para o esqui livre

Acabaram as piruetas, saltos, manobras e pulos sensacionais. Os atletas radicais de esqui também se despediram da temporada nos últimos dias. As Copas do Mundo de Moguls, Halfpipe, Slopestyle e Cross chegaram ao fim com resultados definidos nas últimas provas. Agora, os atletas saem de férias e se preparam para a pré-temporada, a partir de julho. Confira os resultados: 

Moguls

Kearney e Kingsbury lideram pódio de moguls (FIS/Buchholz)

A última etapa da Copa do Mundo de Moguls aconteceu em Megeve, na França, e serviu para coroar a norte-americana Hannah Kearney e o canadense Mikael Kingsbury. Eles conquistaram o título da temporada com 686 e 781 pontos, respectivamente. 

Kearney ainda se despediu da temporada em grande estilo, ao vencer a última prova e chegar à frente das irmãs Chloe e Justine Dufour-Lapointe e impedir qualquer chance das rivais canadenses tirarem o globo e suas mãos. 

Já Kingsbury nem precisou se esforçar. Com o título assegurado na penúltima prova, ele assistiu de camarote a vitória do atleta da casa Anthony Benna na despedida da competição. Thomas Rowley, dos EUA, foi o segundo e Alexandr Smyshlyaev completou o último pódio. 

Halfpipe

A disputa da última etapa da Copa do Mundo de Esqui livre halfpipe foi em Tignes, na França. Os canadenses Mike Riddle e Cassie Sharpe venceram as provas derradeiras. O primeiro levou o ouro entre os homens com 95 pontos na sua apresentação, enquanto que a jovem fez.93.80 para ficar com a vitória no feminino.

Entretanto, eles ficaram longe do título geral da temporada. A japonesa Ayana Onozuka fez 240 pontos e levou o globo entre as mulheres. Já o norte-americano David Wise também conseguiu 240 pontos para ser o melhor do ano no masculino. 

Ayana Onozuka e David Wise (FIS/Buchholz)

Slopestyle

A decisão do título geral da Copa do Mundo de esqui livre slopestyle ficou, literalmente, para a última prova em Silvaplana, na Suíça. O norueguês Felix Stridsberg-Usterud venceu a prova nos alpes com 93.20 pontos e chegou 129 pontos no ranking. Aliado ao fraco desempenho do rival direto Joss Christensen, ele conseguiu garantir o título geral entre os homens. 

Na disputa feminina, a também norueguesa Tiril Sjaastad Christiansen fez sua parte e venceu a última descida com 90.80 pontos na apresentação, mas não foi o suficiente. A sueca Emma Dahlstron, líder do ranking, ficou na segunda posição e garantiu o globo com 180 pontos, 20 a mais do que a competidora da Noruega. 

Esqui Cross

Os principais atletas de esqui cross desembarcaram em Megeve para as últimas duas provas de cada gênero e a definição dos campeões da Copa do Mundo. Os favoritos Jean Frederic Chapuis, da França, e Anna Holmlund, da Suécia, confirmaram a boa fase e levaram os globos com 747 e 815 pontos no ranking final.

A atleta sueca, inclusive, não deu chances para as rivais. Ela simplesmente venceu as duas corridas realizadas e sacramentou o título. Já Chapuis conquistou uma terceira posição na penúltima prova e venceu na despedida para também conquistar o troféu de forma segura e tranquila. 

Jean Frederic Chapuis e Anna Holmlund (GEPA Pictures)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.