Capacitação brasileira na patinação artística

Treinadores brasileiros em Little Falls (Divulgação/CBDG)

A notícia não é nova e pipocou nas redes sociais na semana passada, mas mesmo assim não poderia passar batido no Brasil Zero Grau. A clínica prometida pela CBDG aos patinadores do país aconteceu na semana passada em Little Falls, nos EUA, e contou com a presença de onze treinadores brasileiros da modalidade. 

Não vou citar todos, até porque não conheço muitos de lá, mas vi as irmãs Simone e Jaqueline Pastusiak, Rafael Braga, Cleusa Franca, Raquel Nader, entre outros. Márcio Pereira, responsável técnico de patinação na confederação também esteve presente. Eles participaram de atividades dentro e fora do gelo entre os dias 23 e 27 de fevereiro. 

Entre aulas e exibições, eles participaram de um workshop de ensino e metodologia em atletas de alto rendimento com certificação da ISI (Ice Skating Institute). Os técnicos brasileiros também receberam aulas de preparação física voltadas à modalidade, bateram um papo com Isadora Williams e a treinadora russa Nataliya Dubova. Tudo para ganharem mais conhecimento no esporte e compartilharem com seus alunos no Brasil. 

"Estamos investindo em onze dos nossos professores para termos um resultado efetivo no Brasil. Queremos ter uma melhor iniciação no esporte e buscar as melhores formas de ensino. Entendemos que a patinação artística tem um potencial muito grande no Brasil. Assim, temos a obrigação de explorar esse dom", comentou Matheus Figueiredo, superintendente da CBDG. 

É um passo pequeno, mas importante para a modalidade no Brasil. A lição de casa está sendo feita: capacitar professores para que eles possam passar as melhores práticas aos seus alunos. Mas ainda falta muito a ser feito para fazer com que a patinação artística cresça e conquiste mais e mais fãs no país. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.