Áustria domina Copa do Mundo de esqui alpino

Marcel Hirscher e Anna Fenninger posam com seus troféus (Reprodução)

Principal destaque no Mundial de Esqui Alpino realizado em fevereiro, a Áustria ratificou seu domínio na modalidade e conquistou os títulos da Copa do Mundo desta temporada. Marcel Hirscher, no masculino, e Anna Fenninger, no feminino, terminaram nas primeiras posições do ranking geral. É o tetracampeonato para Hirscher e o bicampeonato para Fenninger. 

Aliás, foi esta última a dona da maior façanha na reta final da temporada. Ela conseguiu passar a eslovena Tina Maze, a então líder do ranking, justamente na última prova. O ouro no slalom gigante em Meribel, na França, com a rival na terceira colocação, foi o suficiente para deixá-la apenas 23 pontos à frente na classificação final. No total, a austríaca somou 1553 pontos contra 1531 de Maze -a norte-americana Lindsey Vonn foi a terceira. 

A atleta dos EUA, que se recuperou de uma séria lesão sofrida na temporada passada, conquistou o ouro nas provas de downhill e super G nos alpes franceses e ficou com o título da Copa do Mundo nessas duas categorias. Sua compatriota Mikaela Shiffrin ficou com o troféu do slalom após vencer as etapas de Meribel e Are, na Suécia. Já Anna Fenninger ainda levou os globos da FIS no slalom gigante e combinado. 

Se entre as mulheres a decisão ficou literalmente para a última prova, no masculino Marcel Hirscher nadou de braçada. O austríaco marcou 1448 pontos e conseguiu manter uma distância segura do norueguês Kjetil Jansrud, segundo colocado com 1288. O francês Alexis Pinturault fez 1006 pontos e ficou em terceiro. 

Disputando apenas provas de slalom e slalom gigante, bastou ao líder manter a regularidade nas etapas finais. Nas quatro corridas restantes (em Kranjska Gora, na Eslovênia, e Meribel), ele venceu um, ficou em segundo em outra e somou pontos importantes para confirmar o quarto título seguido da Copa do Mundo de esqui alpino. 

Jansrud até tentou tirar a diferença: ele venceu o downhill e ficou em segundo no Super G, mas foi insuficiente para roubar o título geral de Marcel Hirscher. Se serve de consolo, o atleta da Noruega levou o globo nas duas categorias de velocidade e o suíço Carlo Janka ficou com o troféu do combinado. 

Com a Áustria em grande fase, chega ao fim a temporada da Copa do Mundo de Esqui Alpino em 2015. Ainda teremos algumas provas regionais espalhadas pela Europa e América do Norte, mas os principais nomes da modalidade descansarão até maio. Depois, já começa a pré-temporada e as provas do Hemisfério Sul. Vale lembrar que a próxima temporada tem como destaque os Jogos Olímpicos da Juventude em Lillehammer, na Noruega. 

Confira um vídeo de encerramento organizado pela FIS sobre a final da Copa do Mundo de Esqui Alpino!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.