Reunião marcada!

Representantes de Santa Cruz do Sul e CBDG (Reprodução)

A tão sonhada Arena Olímpica de Gelo deu um pequeno, mas importante passo nesta semana. Representantes da cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul e da CBDG conseguiram marcar uma audiência com o Ministério do Esporte, em Brasília. Em pauta, discussão em torno do projeto e de possíveis convênios para captar os recursos necessários. 

O encontro acontecerá no dia 17 de março. O município do Rio Grande do Sul, que já concordou em ceder o terreno para o espaço, estará representada pelo prefeito Telmo Kirst e o secretário de esporte Henrique Hermany. Já Emílio Strapasson, presidente da CBDG, será o porta-voz da entidade. 

O encontro com representantes da pasta é o principal avanço do projeto desde a reunião que aconteceu entre a cidade e a confederação no fim de outubro de 2014 (confira aqui e aqui). A meta da reunião é ver se há o interesse do Ministério em uma obra dessa magnitude e discutir a viabilidade financeira - existe a chance de serem dois projetos paralelos, com a construção do ginásio ser um convênio com a prefeitura e a pista ser com a confederação. 

Só após a conversa com representantes do governo federal que a CBDG concluirá o projeto técnico com as dimensões, custos e demais informações referentes à construção da Arena. "É um passo importante, mas longe de garantir alguma coisa ainda", afirmou Emílio Strapasson com exclusividade ao Brasil Zero Grau.

A cautela se faz necessária. O trâmite burocrático pode levar anos até a liberação do dinheiro - isso se o projeto for aprovado pelos técnicos da pasta! Depois, tem a etapa da licitação, que dura cerca de seis meses. Só depois começa a construção do espaço, que por ser algo grandioso, levará uns dois anos para ser concluído. 

A Arena de Gelo deve envolver uma pista com dimensões olímpicas para a prática de hóquei e patinação, além de um ginásio à parte com rinks para o curling e eisstock, esporte de gelo não-olímpico popular em Santa Cruz do Sul. Caso saia do papel, certamente levará os esportes de inverno do Brasil a um outro patamar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.