No Velho Continente

Duas competições de patinação agitaram a Europa nas últimas semanas. Entre os dias 23 e 25 de janeiro, a cidade holandesa de Dordrecht recebeu o continental de patinação em pista curta. Sete dias depois, Estocolmo, na Suécia, organizou o torneio mais importante de patinação artística da região. Veja os resultados: 

Pista Curta

Knegt recebe uma de suas duas medalhas de ouro (Dean Mouhtaropoulos/Getty Images)

No Europeu de Patinação em Pista curta, o grande destaque ficou para Elise Christie, do Reino Unido, e Sjinkie Knegt, da Holanda. Eles foram os únicos atletas que conseguiram ganhar duas medalhas de ouro em provas individuais. 

Christie venceu os 500 metros feminino com 43seg295, à frente da russa Sofia Prosvirnova, medalhista de prata, e da polonesa Patrycja Maliszewska, bronze. A britânica também subiu no lugar mais alto do pódio nos 1500 metros, com 2min24seg647. Prosvirnova novamente ficou na segunda posição e Veronique Pierron, da França, foi a terceira. 

A atleta da Rússia conseguiu dar a volta por cima e levou o ouro nos 1000 metros com 1min33seg228. A italiana Arianna Fontana ficou com a prata e a lituana Agne Sereikaite conquistou o bronze. Nos 3000 metros SF, Patrycja Maliszewska levou a melhor e conquistou o título com 5min23seg622, deixando Christie com a prata e Pierron com o bronze. Por fim, no revezamento 3 mil metros, a seleção da Rússia venceu com 4min18seg084, à frente da Holanda, segunda colocada, e Hungria, terceira. 

No masculino, Sjinkie Knegt não desapontou a torcida local, conquistando dois títulos. O primeiro deles veio nos 1000 metros, com 1min25seg413. Seu compatriota Freek van der Wart garantiu a dobradinha e o russo Semen Elistratov foi bronze. Depois, nos 1500 metros, novo ouro para Knegt. Ele completou a prova em 2min14seg065, novamente à frente de Elistratov, medalhista de prata, e do também holandês Daan Breeuwsma, terceiro colocado. 

Nos 500 metros, a prova mais rápida, a vitória foi do russo Victor An, com 41seg045, deixando Knegt com a prata e Elistratov com o bronze. Nos 3000 metros SF, o israelense Vladislav Bykanov conquistou uma inesperada medalha de ouro com 4min54seg151, bem acima de An, segundo colocado, e Elistratov, terceiro. Por fim, no revezamento 5 mil metros, a Rússia conquistou mais um ouro com 6min52seg595, deixando a Hungria com a prata e a Holanda com o bronze. 

Patinação Artística

Radionova, Tuktamysheva e Pogorilaya: domínio russo (Reprodução/ISU)

Uma semana depois, Estocolmo, a capital sueca, recebeu os principais atletas do continente na patinação artística para definir os campeões desta temporada. A Rússia foi o principal destaque, com dois dos quatro ouros na disputa. 

No individual feminino, por exemplo, o país dominou completamente o pódio. Elizaveta Tuktamysheva confirmou a ótima fase e conquistou o título europeu com 210.40 pontos na somatória das duas apresentações. A prodígio Elena Radionova ficou com a prata ao somar 209.54 e Anna Pogorilaya foi a terceira com 191.81. 

Nos pares, o pódio também foi dominado pela Rússia. A dupla Yuko Kavaguti e Alexander Smirnov fez um excelente programa longo e levou o ouro com 207.67 pontos. Ksenia Stolbova e Fedor Klimov ficaram com a prata ao marcarem 201.11 e a dupla Evgenia Tarasova e Vladimir Morozov completaram o pódio com 183.02.

O espanhol Javier Fernandez conseguiu impedir o terceiro ouro da Rússia no individual masculino. O atleta, que também vive ótima fase, conquistou o ouro com 262.49 pontos, deixando os russos Maxim Kovtun e Sergei Voronov com as medalhas de prata e bronze, respectivamente. 

Por fim, na dança no gelo, o casal francês Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron levaram o campeonato europeu com 179.97 pontos, acima dos italianos Anna Cappelini e Luca Lanotte, segundos colocados com 171.52, e dos russos Alexandra Stepanova e Ivan Bukin, bronzes com 160.95. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.