Não foi dessa vez

Isadora Williams no programa longo (Divulgação)

Isadora Williams fez uma boa apresentação no programa curto do Quatro Continentes, por mais que a nota não tenha sido a mais justa, por assim dizer. Entretanto, o foco da jovem brasileira estava no programa longo. Ela precisava somar 47 pontos nos elementos técnicos para conquistar a vaga no Mundial de Patinação Artística, em março. Infelizmente, ela não conseguiu.

A atleta do Brasil ficou na 18ª e penúltima posição do programa longo, com 71.28 pontos no total. Ela somou apenas 33.66 pontos nos elementos técnicos e outros 38.62 pontos nos componentes do programa - além de ter uma dedução. Ela cometeu alguns erros durante a apresentação que custaram pontos preciosos na sua nota. Uma pena, pois o programa longo dela é fantástico.

Com a somatória do programa curto, onde terminou na 14ª posição, Isadora conseguiu 113.96 pontos e ficou novamente na penúltima colocação. A vitória ficou para a norte-americana Polina Edmunds, graças à excelente atuação no programa longo. A competidora dos EUA somou 184.02 pontos na combinação dos dois programas e superou as rivais. A japonesa Satoko Miyahara ficou com a prata ao somar 181.59 pontos. Por fim, Rika Hongo, também do Japão, foi a terceira com 177.44.

Ainda dá tempo da brasileira conseguir a vaga no Mundial, mas aí ela teria que enfrentar uma maratona de provas e viagens. Há provas de patinação artística no gelo na Holanda, Bósnia e Áustria. Mas já está muito em cima e, sinceramente, acho que Isadora deve focar os próximos anos, mantendo uma evolução segura para o objetivo maior: os Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang, em 2018. 

Confira o programa longo de Isadora Williams no Quatro Continentes: 


Medalhistas

No sábado, um dia antes da definição do individual feminino, o Quatro Continentes conheceu os campeões entre os homens e os pares. Dessa vez, o favoritismo foi confirmado.O cazaque Denis Ten e a dupla canadense Meagan Duhamel e Eric Radford sobraram nas disputas. 

Ten conseguiu finalmente seu primeiro título internacional em torneios da ISU de forma categórica, com as melhores notas no programa curto e longo. No total, teve 289.46 pontos, quase trinta à frente do norte-americano Joshua Farris, o segundo colocado - o chinês Han Yan ficou com o bronze ao marcar 259.47.

Nos pares, Duhamel e Radford também conseguiram as melhores notas nos dois dias e levaram o ouro com 219.48 pontos. A segunda colocação foi dos chineses Cheng Peng e Hao Zhang, com 201.45. A China também levou o bronze com a dupla Qing Pang e Jian Tong. 

Denis Ten comemora a vitória (Reprodução/ISU)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.