Provas nórdicas

O fim de semana foi carregado para as modalidades de esqui nórdico. Além do combinado nórdico, tivemos disputas das Copas do Mundo de esqui saltos, cross-country e biatlo. Confira um resumão de cada esporte abaixo:

Esqui Saltos

Daniela Iraschko-Stolz comemora no pódio (Reprodução/FIS)

Houve uma inversão dessa vez. As mulheres embarcaram para Oberstdorf, na Alemanha, enquanto os homens foram para Sapporo, no Japão. Foram duas provas para cada gênero, com domínio dos atletas europeus.

No feminino, o grande destaque ficou para austríaca Daniela Iraschko-Stolz. Ela venceu as duas provas na montanha HS 106. Na primeira, conseguiu 245.2 pontos, ficando à frente da alemã campeã olímpica Carina Vogt, segunda colocada, e da japonesa Sara Takanashi, bronze. Depois, ela conseguiu 234.3 pontos, apenas 0.6 de diferença para Vogt, novamente medalhista de prata. Taylor Henrich, do Canadá, completou o pódio. 

Com as duas vitórias, Daniela Iraschko-Stolz assume a ponta do ranking feminina da Copa do Mundo de esqui saltos. A austríaca tem 442 pontos, contra 401 de Sara Takanashi. Carina Vogt é a terceira com 388. 

Entre os homens, Peter Prevc, da Eslovênia, e Roman Koudelka, da República Tcheca, dividiram as vitórias na montanha japonesa com pico HS 134. Prevc venceu a primeira prova com 276.4 pontos, seguido por Stefan Kraft, da Áustria, com 271.3, e por Koudelka, com 269.3. Depois, o tcheco ficou na frente com 282.9, deixando o polonês bicampeão olímpico Kamil Stoch com a prata e Prevc com o bronze. 

Com o bom desempenho no japonês, o atleta da Eslovênia encostou de vez no líder do ranking Stefan Kraft. O austríaco tem 1007 pontos contra 924 de Peter Prevc. Michael Hayboeck, também da Áustria, segue na terceira posição com 875. 

Cross-Country

Chegada do Sprint feminino (Nordic/Focus)

Os multicampeões da Noruega não participaram da etapa da Copa do Mundo de Cross-Country em Rybinsk, na Rússia. Dessa forma, foi a chance para novos nomes conquistarem importantes pontos na temporada antes do Mundial da modalidade, em fevereiro. 

No primeiro dia de competições tivemos uma prova de distance. Nos 10km em técnica livre feminino a vitória ficou para Astrid Jacobsen, da Noruega, com o tempo de 28min12seg5. Elizabeth Stephen, dos EUA, ficou com a prata, e Stefanie Böhler, da Alemanha, foi bronze. Nos 15km livre masculino, o ouro foi do suíço Dario Cologna, com 36min53seg4. O russo Evgeny Belov foi o segundo e seu compatriota Sergey Ustiugov o terceiro.

No sábado, tivemos provas de sprint em técnica livre. No feminino, a sueca Jennie Oeberg venceu a bateria decisiva, deixando Natalia Matveeva, da Rússia, com a prata, e a suíça Lauren van der Graaff com o bronze. Entre os homens, o ouro foi do italiano Federico Pellegrino, que chegou à frente de Ustiugov, segundo colocado, e do também russo Andrey Parfenov, bronze. 

Por fim, no domingo, tivemos provas de skiatlo (metade da prova em estilo clássico, outra metade livre). Finalmente a Rússia conseguiu vencer em casa. Maxim Vylegzhanin triunfou no masculino com 1h21min54seg8 - Dario Cologna ficou com a prata e Matti Heikkinen, da Finlândia, com o bronze. No feminino, a russa Yulia Tchekaleva conquistou o ouro com 44min16seg0, deixando Martine Hagen, da Noruega, com a prata, e Riitta-Liisa Roponen, da Finlândia, na terceira posição. 

As provas não alteraram o ranking da Copa do Mundo de Cross-Country. Marit Bjoergen segue firme na liderança das mulheres, com 1588 pontos. Já Martin Sundby está no topo entre os homens com 1189. 

Biatlo

Simon Schempp conquistou três pódios no biatlo (IBU/Christian Manzoni)

A sexta etapa da Copa do Mundo de Biatlo aconteceu na cidade italiana de Anthoz-Anterselva. Foram seis provas, incluindo competições individuais e por equipe.

No sprint, Simon Schempp, da Alemanha, venceu nos 10km masculino com 23min18seg8 e nenhum tiro desperdiçado - Evgeniy Garanichev, da Rússia, ficou com a prata e o esloveno Jakov Fak com o bronze. Nos 7,5km feminino, o ouro foi da campeã olímpica Darya Domracheva, da Bielorrússia, com 19min57seg8 e nenhum tiro errado. Kaisa Makarainen, da Finlândia, ficou na segunda posição e Laura Dahlmeier, da Alemanha, na terceira colocação. 

Depois tivemos as provas de perseguição. Nos 12,5km entre os homens, Simon Schempp conseguiu o segundo ouro do fim de semana ao completar a prova em 31min27seg9 e dois tiros errados. Simon Eder, da Áustria, ficou com a prata e Garanichev também subiu ao pódio com o bronze. Nos 10km feminino, Domracheva brilhou novamente e venceu com 30min58seg5 e um tiro desperdiçado. Daria Virolaynen, da Rússia, conquistou a prata e Makarainen o bronze.

Por fim, no revezamento por equipe, a Noruega venceu nos 4x7,5km masculino com 1h15min36seg7, deixando a Alemanha com a prata e a França com o bronze. Nos 4x6km feminino, o ouro foi da Alemanha, com 1h18min47seg7 - República Tcheca ficou na segunda posição e Ucrânia completou o pódio.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.