Mais um bronze

Nathan com o bronze no peito (Divulgação)

O jovem esquiador brasileiro Nathan Alborghetti se despediu do Troféu Borrufa nesta quinta-feira com a sensação de dever cumprido. Ele voltou a subir no pódio com a medalha de bronze na última prova de slalom, que encerrou o campeonato infanto-juvenil de esqui alpino no Principado de Andorra. 

Com 16 anos, Nathan atinge a idade limite e já pode pensar na transição para provas adultas na próxima temporada - certamente será um dos destaques do Campeonato Brasileiro, em agosto de 2015. Ele sai com a bagagem de seis medalhas em três edições do Borrufa, recorde nacional.

A última delas foi o bronze na prova de slalom no dia 29 de janeiro. O brasileiro ficou na terceira posição, com o tempo de 1min21seg90, atrás do belga Xander Vercammen, ouro com 1min18seg95, e do argentino Juan Begino, prata com 1min21seg68. Eric Duquesne, outro representante do Brasil na disputa, foi o 38º com 2min05seg68. 

Os dois bronzes em provas de slalom e slalom gigante não foram os únicos bons resultados de Nathan. Na quarta-feira, ele conseguiu ficar na 12ª posição da prova de Super G, com 56seg81, apenas um segundo do líder Niko Kukkanen, da Finlândia. Isso mesmo, doze atletas foram separados pelo tempo mínimo. 

No mesmo dia, na prova de super combinado, o jovem que mora em Salvador conseguiu ficar na nona posição, com 1min35seg55 - o polonês Jakub Matulka venceu com 1min33seg02. Eric Duquesne não participou das provas de Super G e Combinado. 

Duas medalhas e a certeza de que está no caminho certo. Nathan Alborghetti mostra, dia após dia, que realmente é uma das maiores promessas de esportes de inverno do Brasil. Que ele consiga levar para a vida adulta toda a dedicação e talento que vem demonstrando até o momento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.