Linda e lenda

Lindsey Vonn (reprodução)

Lindsey Vonn é linda e gosta de posar para ensaios fotográficos e revistas. Mas Lindsey Vonn também é lenda e provou isso neste fim de semana em Cortina D'Ampezzo, na Itália. A esquiadora norte-americana quebrou o recorde de vitórias em etapas da Copa do Mundo de esqui alpino. 

Com os triunfos no Downhill e no Super G, respectivamente no domingo e segunda-feira, ela chegou a 63 vitórias na carreira e ultrapassou a antiga marca de Moser-Proell. Além disso, a atleta mostra que está totalmente recuperada da grave lesão que teve no ano passado. 

Na primeira prova feminina de velocidade nos alpes da Itália ela foi mera coadjuvante. A italiana Elena Fanchini venceu o downhill na sexta-feira com 1min09seg53, deixando a canadense Larissa Yurkiw com a prata e a alemã Viktoria Rebensburg com o bronze. 

Depois, no domingo, Lindsey começou a escrever a história. No downhill ela chegou a 62ª vitória com o tempo de 1min39seg61, à frente da austríaca Elisabeth Goergl, prata, e da italiana Daniela Merighetti, bronze. Na segunda, no Super G, veio o recorde com 1min27seg03, deixando a austríaca Anna Fenninger na segunda posição e Tina Weirather, de Liechtenstein, na terceira posição. 

É bom ver Lindsey Vonn quebrando marcas e mostrando que ainda tem muito a oferecer a esqui alpino feminino. Entretanto, ela não deve brigar pela Copa do Mundo desta temporada. A eslovena Tina Maze segue líder absoluta do ranking, com 972 pontos, bem à frente de Anna Fenninger, segunda com 641. As mulheres voltam a competir em St Moritz, na Suíça, no fim desta semana. 

Masculino

Entre os homens, o norueguês Kjetil Jansrud perdeu a chance de retomar a liderança. Ele não conseguiu manter o bom desempenho nas provas de velocidade e empacou na segunda posição do ranking da Copa do Mundo, deixando o austríaco Marcel Hirscher sossegado na liderança.

Os homens competiram em Wengen, na Suíça, com provas de downhill e Super G. Na sexta-feira, o suíço Carlo Janka venceu a prova de combinado com o tempo de 2min29seg31 - o francês Victor Muffat-Jeandet ficou em segundo e o croata Ivica Kostelic foi o terceiro. 

Depois, em uma prova de slalom, o alemão Felix Neureuther conquistou o título com 1min46seg93, apenas vinte centésimos à frente do italiano Stefano Gross, medalhista de prata. O jovem norueguês Henrik Kristoffersen completou o pódio. 

Por fim, no downhill, Jansrud ficou em quinto e viu Hannes Reichelt, da Áustria, vencer a etapa com 2min36seg14. O suíço Beat Feuz ficou com a prata e Carlo Janka conquistou mais uma medalha com o bronze nesta prova. 

Marcel Hirscher segue líder com 836 pontos. Jansrud é o segundo, com 669, e Felix Neureuther assume a terceira posição, com 542. Neste fim de semana acontecem mais provas de velocidade para os homens em Kitzbuehel, na Suíça. Mais uma chance para Kjetil Jansrud seguir na cola do rival austríaco.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.