Damas do hóquei

Equipe norte-americana comemora (François Laplante/HHOF-IIHF Images)

Uma semana após a definição do Mundial Júnior de hóquei no gelo, tivemos a disputa do título do Mundial sub-18 para as mulheres. O evento aconteceu em Buffalo, EUA, e contou com o clássico regional das Américas: o time da casa contra as sempre fortes canadenses. Dessa vez, porém, a seleção norte-americana levou a melhor. 

A vitória de 3 a 2 conquistada no overtime recolocou o país norte-americano no topo da competição - havia quatro anos que não conquistavam um título sub-18 no hóquei feminino. A heroína da partida foi Jincy Dunne, autora do gol salvador na prorrogação com um chute no canto superior da goleira canadense a 51 segundos do fim da partida. 

"Eu só queria colocar o puck na rede. Qualquer coisa pode acontecer em um chute", afirmou a jovem ao site da IIHF. 

O jogo foi muito disputado. No primeiro período, o Canadá dominou. Fez 1 a 0 e parecia que passaria como um trator no time da casa. Porém, a capitão Dunne empatou o jogo faltando 33 segundos para o fim do primeiro tempo. 

Foi aí que começou a virada. Com os ânimos renovados após suportar a pressão canadense, as norte-americanas voltaram melhor para o segundo período e inverteram a situação. A torcida apoiava insistentemente e pressionava a seleção canadense. Alyssa Gorecki colocou as americanas em vantagem. Samantha Cogan conseguiu empatar no meio do segundo período, mas parecia questão de tempo para a vitória do país-sede se confirmar. 

Restou às visitantes defenderem com unhas e dentes o empate. Abusaram das faltas e pênaltis e suportaram durante todo o terceiro período. No fim, foram 41 chutes norte-americanos contra 18 do Canadá. "O treinador nos lembrou para ir com calma. É um jogo longo e devemos nos sentir melhores a cada minuto", comentou Dunne. 

Realmente. No último pênalti cometido pelas canadenses, Dunne aproveitou o powerplay e conseguiu o gol que recolocou os EUA no caminho das vitórias do hóquei feminino.  Na disputa pelo bronze, a Rússia não tomou conhecimento da República Tcheca e venceu por 5 a 1.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.