Ajuda de peso

Equipe brasileira na Copa do Mundo, em dezembro (Reprodução)

Dessa vez não tem correria, estresse ou problemas administrativos. A equipe brasileira de bobsled finalmente começa a desenvolver um trabalho de longo prazo para garantir a classificação olímpica sem sustos em Pyeongchang-2018. Tanto que o primeiro voo dos Blue Birds já acontece nesta temporada. 

Além de competirem em uma etapa da Copa do Mundo e treinarem descidas desde novembro, os atletas ganharam um reforço de peso: a própria FIBT (Federação Internacional de Bobsled e Skeleton) desenvolveu um projeto com a CBDG para permitir que os técnicos da entidade auxiliem a preparação brasileira. 

Agora, o comando técnico é chefiada pela britânica Nicola Minichiello, campeã mundial em 2009 e quinta colocada nos Jogos Olímpicos de 2006 - as melhores posições do Reino Unido no esporte. A meta é intensificar os treinos e a previsão é que os trenós brasileiros desçam 250 vezes nesta temporada, um número maior do que os últimos cinco anos somados!

Além da nova técnica, a equipe brasileira conta com outras novidades nesta segunda fase de treinos. Fabiana dos Santos terá a companhia de Jacqueline Nazaré, novata que foi aprovada nos testes físicos em julho. O time masculino terá os pilotos Edson Bindilatti e Odirlei Pessoni e os pushers Edson Martins, Davidson de Souza e Denis Parreira, outro aprovado nos testes realizados em 2014.

A parceria com a FIBT ainda colocou a disposição dos brasileiros os fisioterapeutas, preparadores físicos especializados e até mecânicos de trenós. Além disso, os atletas participam de oficinas de manutenção de equipamentos, de escolha das melhores lâminas e de aquecimento para as provas. 

"A CBDG está investindo em metodologia. Abdicamos de competir em algumas etapas da Copa do Mundo justamente para poder treinar mais e ganhar experiência. Acreditamos que esse é o caminho para alcançarmos nossos objetivos e temos a convicção de que em cada descida nós diminuímos a vantagem para as grandes potências", comentou o presidente Emílio Strapasson ao site da entidade. 

O período de treinos do bobsled brasileiro terminar em 23 de fevereiro, na pista de Lake Placid. A princípio, a equipe participaria das etapas da Copa América no local entre os dias 18 e 25, e em Park City, entre 26 e 1º de fevereiro, mas a agenda ainda não foi confirmada. Depois disso, um período de descanso para, em julho, recomeçar mais uma temporada com os testes físicos e novas competições em novembro.

Nicola Minichiello (Reprodução/Team GB)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.