34 anos depois

Alexander Khoroshilov (Agence Zoom)

Quando Alexander Zhirov, da União Soviética, venceu a etapa de Laax da Copa do Mundo de esqui alpino, mal imaginava que seria o início de um longo tabu para os atletas russos da modalidade. Na verdade, foram 34 anos. Mas como qualquer jejum, um dia teria que acabar. 

E esse dia foi nesta terça-feira, dia 27 de janeiro, em Schladming, na Áustria. O russo Alexander Khoroshilov, 30 anos, surpreendeu a todos e venceu o slalom gigante na Copa do Mundo da modalidade desta temporada. Aliás, é sua primeira vitória e apenas o segundo pódio em 122 descidas que ele realizou na última década!

A vitória improvável veio com o tempo combinado de 1min46seg39, à frente do italiano Stefano Gross, prata com 1min47seg83, e do alemão Felix Neureuther, bronze com 1min47seg90. Marcel Hirscher, da Áustria, foi apenas o 14º colocado. 

"Estou muito feliz! Eu consegui fazer duas boas descidas. Quando você se sente bem, consegue esquiar mais rápido", comentou Khoroshilov. 

Sua vitória e a péssima colocação obtida por Hirscher ajudou o norueguês Kjetil Jansrud. Ele segue em segundo no ranking masculino, com 834 pontos, contra 1014 do austríaco. Felix Neureuther subiu para a terceira posição, com 662. Esta foi a última prova da Copa do Mundo antes do Mundial de esqui alpino. O torneio começa na semana que vem em Vail Beaver-Creek, nos EUA. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.